Categorias
2020 TOP de Finais de Ano

TOP 100 | As melhores músicas do Asian Pop em 2020 [80-71]

E aí, meu povo, como estão? Vamos começar bem essa semana com a terceira parte desse top 100?

E sem muitas intros, só venho dizer que se eu ver mais Armys desmerecendo Super Junior, BoA, Girls’Generation, Big Bang e o resto das gerações anteriores, BTS só aparecerá quando eu for falar mal deles. Beijinhos.

E sobre essa lista, saibam que é sobre a minha opinião, o intuito da pauta não é desmerecer artistas (A não ser que você seja um grupo em específico citado acima), então bora começar mais essa listinhas.

80: Loona – So What

Quase completando o primeiro ano sem comeback, batendo o recorde do BlackPink entre Playing with fire/Stay e As If It’s Your Last (Depois seria quase um ano até o Squaew Up). Mas falemos do Loona. O hype para So What foi o apadrinhamento do Lee Soo Man, um dos fundadores da SM, que estaria trabalhando com o seu primeiro grupo fora da empresa. Com isso, ele decidiu ajudar bastante no instrumental do Loona.

Primeiro, uma hora elas morreriam muito cedo se ficassem com as músicas mela cuecas estilo Hi High ou morreriam se forçassem o vocal como em Butterfly. E como o Loona tem uma fanbase menor que a do Momoland na Coreia do Sul, elas precisavam angariar o mundo, então nada melhor do que socar um tryhard maluco, o nosso Jopping 2.0 do SuperM, para que isso ocorra.

Eu me forcei a gostar da faixa, ouvi o dia todo até acostumar, e hoje é uma das faixas que mais ouvi delas, até a coreografia que quero pegar, mas perdi o hype de Why Not, então esperar próximos retornos e usar as tags certas.

79: Cignature – Nun Nu Nan Na

O grupo que veio da mitose do Good Day debutou esse ano entregando para mim o que seria um dos melhores teen crush despivetado que o Weki Meki não conseguiu entregar desde Pecky Pecky. Felizmente, foi amor a primeira a vista, e ignorando os vocais mais agudos, a cara de dor de barriga da main vocal tentando fazer aegyo (Em ASSA essa mulher fica com um carão de bad bitch… Nancy, temos problemas).

O MV é super divertido, mescla bastante o 8bit e consegue cativar bastante. Com isso, Cignature conseguiu o meu apoio nas premiações para Rookie do Ano, e é claro que elas só levariam se Weeekly não existisse e Secret Number não tivesse estourado na Indonésia.

78: Somi – What You Waiting For

Descarte do solo da Rose segundo o documentário Light Up The Sky, Somi continua seus afazares como celebridade da mídia e, quando possível, pratica seu hobbie que é cantar. Com isso, ela decidiu pegar uma demo da Rosé, decidiu mudar a letra toda para deixar a sua cara, gritou com o Teddy e berrou “Vai ter refrão nessa joça!” e soltou o orçamento para seu único MV do ano (Só a coitada da Anda que não recebeu nem um single).

What You Waiting For é uma faixa gostosa de ouvir, e você até esquece que a coreografia é péssima, que a Somi tem cara de mosca morta o clipe todo, de tão boa que é a faixa.

77: Dreamcatcher – Break The Wall

Um special clip para a faixa mais Evanescence do Dreamcacther e a Amy Lee está orgulhosa de como as suas filhas estão fazendo sucesso. Essa é uma das faixas mais rock das meninas desse ano, e eu fico super feliz, pois ela é gostosa demais de se ouvir. Recebemos até um special clip de algumas cenas das meninas, mas ainda acho que a Happy Face poderia ter colocado umas coreos, pois essa faixa dava para as meninas fazeem um bate cabelo maravilhoso.

76: April – Paradise

Now or Never pegou todo mundo de surpresa, pois pegaram um clima verão e tentaram manter o que Lalalilala fez. Porém, creio que se Paradise tivesse sido a title, esse comeback teria sido a continuação perfeita da versão Mamma Mia delas.

75: Twice – Go Hard

Continuando as faixas do Eyes Wide Open que me agradam até hoje, Go Hard não segue o que Handle It tinha, ele tem um instrumental mais animado, ainda mantendo aquela aura etétrica. A faixa é muito animada, e ela foi crescendo bastante comigo, apesar de não ficar mais tanto nas minhas playlits como ficava desde o lançamento.

74: Weki Meki – Cool

Weki Meki gritando cu no refrão inteiro não são todos os dias, ainda mais quando elas roubaram a demo de alguma drag queen do RPDR, dando aquele incremento delas. Cool era a faixa delas que deveria ter hitado, ainda mais por serem o único grupo pós-IOI que mantem a estética “Rebole até o chão”, pois Butterfly das Garotas Cósmicas não tem esse poder.

Além do mais, foi o MV mais bem produzido delas desse ano, então eu esperava um retorno maior vindo.

73: Hyolyn – 9Lives

Good Girl também entregou apresentações perfeitas, além de músicas inéditas incríveis. Uma delas foi 9Lives da Hyolyn. A fase mais romântica e intimista dela rendeu poucas faixas, mas felizmente eu estava vivo para poder receber essa perfeição. E nem muito o que falar, mas aquele high note depois da ponte arranca o coração de todo mundo.

72: Taeyeon – What Do I Call You

Para os haters dos descartes do Positions da Ariana Grande, acharam mesmo se a Taeyeon não lançasse a sua versão, eu não engoliria com gosto. Por isso, ela está aqui, com o seu último comeback, em que se essa faixa fosse um pouco mais sensual, eu não aceitaria menos que um poledance uma árvore de natal, e eu preciso dessa cena, nem que seja dela cantando e a Solar do Mamamoo ao fundo.

E claro que uma faixa lançada nos finalmente da finalização da lista ela não estaria tão mais alta, mas fiquem tristes não que a Taeyeon vai aparecer mais vezes aqui.

71: Sunmi – pporappippam

Por fim, vamos de fanbase doida porque a Sunmi morreu aqui em seus 71º, mas fiquem felizes, pois a companheira de lançamento delas, dona Hwasa… Mas falemos dela, Sunmi é a solista de single único por ano, mas consegue carregar a Coreia do Sul inteira com a sua fama. Com um city pop gostosíssimo, uma pegada épica anime japonês, ela entregou uma faixa gostosa, que ainda faz efeito comigo, mas não chega a ficar muito no repeat, isso quando fica.

Ela conseguir manter o nome vivo depois de tanto tempo, e ainda com lançamentos escassos, é uma maravilha, ainda mais para uma mulher, pois sabemos como a Coreia do Sul age (Não perdoaram nem a BoA que já tem 20 anos de carreira consolidados).

E aqui encerramos mais uma parte, espero que gostem, curtam, comentem o que acham de cada música, e quais seriam os seus top 100 (Claro que se quiserem resumir em top 10, eu aceito super, mas ainda vai uns dias até a último parte).

TOP 110: [110-101]; [100-91]; [90-81]; [80-71]; [70-61]; [60-51]; [50-41]; [40-31]; [30-21]; [20-11]; [10-01].

Kpop 2020 – Minha Playlist.

***

Oi, pessoal, como vocês estão? Então, vim aqui fazer uma promoção minha. Para quem não sabe, eu também sou escritor autônomo e independente, possuo algumas histórias publicadas no Wattpad e no Nyah! Fanfiction. Deixarei os links abaixo para quem quiser me seguir lá e me acompanhar, estarei fazendo postagens novas, além de revisões das histórias já lançadas.

Agradeço desde já, do fundo do meu coração, quem puder fazer isso.

Clique aqui para ir ao Nyah! Fanfiction!

Clique aqui para ir ao Wattpad!

15 respostas em “TOP 100 | As melhores músicas do Asian Pop em 2020 [80-71]”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s