Categorias
2020

Kpop 2020: As músicas pesadelos que foram lançadas

E aí, meu povo, como estão? Prontos para começar essa segunda-feira super empolgante fim de recesso?

Se você é do Kpop, certeza que ainda está em recesso. De pensar que há dois anos, Chung Ha entregava Gotta Go no dia primeiro e Apink soltava a farofa para as gay com Eung Eung logo no dia 4. Mas enquanto isso não ocorre, vamos comentando tudo do que há de melhor do ano passado.

Nesse caso, do que não há de melhor. Aqui já rolou TOP 110, já rolou faixas ruins que eu amei. Então, por que não falar de faixas ruins que eu não gostei? Mas chamemos de pesadelos para as fanbases não virem arrancar meu coro tão facilmente. Aliás, o divertido dessa faixa seria sair antes do meu TOP 10, né? Já que lá rolou um Cignature com Arisong. Mas enquanto alguns não fazem seus retornos, vamos de lista de pesadelos 2020.

Super Júnior – 2YA2YAO!

Essa aqui foi lá do início do ano, com o repacked do Timeless, o último álbum de estúdio do Super Junior. Meu, essa faixa é um pesadelo que me rondou por dias, porque esse “Seu Lobato tinha um sítio YaYao” foi tenebroso. Claro que o Super Junior vinha numa sequência de lançamentos bons, uma hora teria um deslize mortal, mas eu não esperei que fosse com uma demo do Ateez.

Treasure – MMM

Os fetos recém-nascidos da YG fazendo cara de tesão enquanto gemem é uma coisa de doido que chega a ser mais vergonha alheia do que hilário. Felizmente, MMM não foi uma demo de How You Like That, mas ao menos poderiam entregar algo que fosse ruim/bom, não ruim/ruim.

DKB – Work Hard

DKB veio com uma proposta de ser um grupo que entrega trap/pop genéricos, mas de fácil digestão. Sorry Mama e Still são faixas que chegam a agradar, mas não são o ápice que um boygroup faria. Mas Work Hard é de chorar. Ela ultrapassa os níveis do aceitável, e chega a ser uma faixa tenebrosa de se ouvir. A forma como eles conduziram a faixa chega a ser muito vergonha alheia.

Mamamoo – AYA

Posso afirmar que estou pegando gosto por essa, tanto que ela poderia estar na pauta das faixas ruins, mas ainda falta muito para essa track me ganhar. AYA é o How You Like That do Mamamoo, e isso não é ruim, mas se fosse feito de forma agradável e linear. O break final é tão aleatório e descompensado que o resto da música some e termina e parece que começa uma nova, uma colcha de retalhos com as linhas se soltando. Não é um I Got A Boy, que possui Ups e Downs, então parece ser mais perdida do que realmente deveria ser.

GOT7 – Breath

Fazia tempos que o GOT7 não entregava uma faixa mais fresh, mas uma coisa são meninas esganiçadas com gás hélio na boca (Vide Arisong), outra coisa são machos que cantam gravemente nesses refrão. A faixa chega a ser incômoda… E vemos aqui a ironia de eu gostar de vocais mais femininos do que masculinos.

Stray Kids – God’s Menu

Ainda na JYP, acharam mesmo que eu deixaria o Stray Kids de fora, ainda mais no ano que os atos femininos da empresa acertaram em tudo. Mas é fato que God’s Menu precisou andar para que Back Door pudesse correr. Isso faz de God’s Menu boa? A fanbase diz que sim, outros dizem que não. O meu aleatório do Youtube me força a ouvir as vezes, mas como Stray Kids é um grupo que eu vivo de “ame ou odeie”, eu só deixo aqui ele por cota.

BTS – Stay Gold

E claro que não faltaria a cota BTS com Stay Gold, uma faixa bem mela cueca. Não acredito que não gastaram tantas b-sides boas do MOTS7 para fazer uma dessas. Eu super apoiaria esse MV aqui se fosse com Friends, por exemplo.

Zico feat. Rain – Summer HAte

Zico e Rain tiveram seus virais (Any Song e Beach Again), então se uniram numa farofa hétero top que só não foi pior que a palhaçada do feat do JYP com o Rain.

Cravity – Break All The Rules

Que debut mais pau mole, misericórdia Starship. Felizmente, os meninos se redimiram com Flame que é o supressumo dos BoyGroups da Starship desse ano (Nem lembro se eles apareceram no TOP 100, mas facilmente hoje Flame estaria no lugar de Fantasia).

Lay – Lit

Por fim, uma pausa lá na China com o Lay do EXO. Dito isso, o Mv é um dos melhores que eu já vi, toda a cultura mostrada é um prato para quem gosta desse tipo de conceito visual. Sobre a música, ela é ótima… No mudo.

E essa foi a minha opinião mais ácida sobre algumas faixas que fizeram parte da história de 2020 do Kpop. Ainda deve sair um Melhores Álbuns de 2020, mas isso vai dependendo de como for os lançamentos. Se não, amanhã deve bater presença. E vão avisando nos comentários sobre lançamentos que vocês querem saber da minha opinião, se não vai ter Time Machine a rodo esse mês.

TOP 110: [110-101]; [100-91]; [90-81]; [80-71]; [70-61]; [60-51]; [50-41]; [40-31]; [30-21]; [20-11]; [10-01].

Kpop 2020 – Minha Playlist.

***

Oi, pessoal, como vocês estão? Então, vim aqui fazer uma promoção minha. Para quem não sabe, eu também sou escritor autônomo e independente, possuo algumas histórias publicadas no Wattpad e no Nyah! Fanfiction. Deixarei os links abaixo para quem quiser me seguir lá e me acompanhar, estarei fazendo postagens novas, além de revisões das histórias já lançadas.

Agradeço desde já, do fundo do meu coração, quem puder fazer isso.

Clique aqui para ir ao Nyah! Fanfiction!

Clique aqui para ir ao Wattpad!

4 respostas em “Kpop 2020: As músicas pesadelos que foram lançadas”

SIM, A FANBASE DIZ QUE SIM, GOD’S MENU É BOA! E ” cooking like a chef, i’m a five star Michelin” vai ser pra sempre icônico!! Revoltas a parte, Stray Kids é um grande “ame ou odeie” mesmo, eles têm muitas b sides diferentes das tittles, mas dificilmente alguém que não gostou das tittles, vai se importar em ouvir o resto. Mas eles seguem aí, sendo apontados como nomes promissores para esse ano, e eu só tô esperando que a participação no Kingdom não seja uma catástrofe.

De resto, novamente, que ano meio ruim pra mim sonoramente em relação ao GOT7. Eu gostei de duas b-sides do mini álbum do começo do ano, já esse full álbum eu não gostei o suficiente de nada para colocar nas minhas playlists, e nem é pq era ruim, era só… meh, sem graça.

O treasure, ah meu Deus, o treasure… de tanto ouvir sem querer “I Love You”, eu estou começando a gostar, mas sigo com zero interesse no grupo, sei quem é um somente pq é amigo de um dos Stray Kids.

BTS já não me desce há tempos, tem uma única música deles desse ano que eu ainda escuto feito louca, e é um solo do Jimin no álbum de ON, somente.

Curtido por 1 pessoa

Confesso que Stay Gold funciona mais comigo do que qualquer outra do BTS em 2020. Breath, é a típica música que não tem nada de mais, porém eu gosto, talvez seja a saudade que eu tava do grupo.

Curtido por 3 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s