Categorias
2020 TOP de Finais de Ano

TOP 100 | As melhores músicas do Asian Pop em 2020 [20-11]

E aí, meu povo, como estão? Segunda-feira começando, espero que bebam água, usem máscara e álcool em gel quando saírem, vejam séries e cuidem da saúde de vocês, sem aglomerações.

E aqui estamos com mais uma parte dessa lista tão polêmica, uma vez que as SempreBrilhantes morreram tão seco, assim como a Noite Lilas da solista de single anual, Sunmi. Mas gostos são gostos, e aqui estão as mais 10 que também me cativaram bastante, desde o seu lançamento, dentro da minha humilde opinião.

Então chega de enrolação e vamos que vamos para esse TOP 20.

20: Taemin – Heaven

Que a title da segunda parte do 3º full álbum do Taemin é um pandemônio sonoro, isso todos concordamos. Eu ouço Idea? Claro que sim, principalmente com a BoA salvando no “killing me softly”. Mas um fato que todos concordam é que Heaven tinha mais cara de uma follow-up de Criminal, pois toda a pegada catédrica dela, essa coisa canto gregoriano que vimos lá em Ó meu deus das Ó G Idle, mas aqui vemo suma linearidade na construção, além de que qualquer coisa que o Taemin coloca a mão se torna um hino aviadado.

Heaven consegue cativar muito, toda a evolução, até as explosões finais dos vocais. É uma perfeição toda.

19: Wonho – Open Mind

Sim, Douglas, eu sei que o Wonho não vai me comer, até porque padrão biscoiteiro que, na verdade, é um ”bobão” bombado, a gente acha aos montes das SmartFit da vida. Mas que Open Mind conseguiu fazer o que muito idol masculino não fez esse ano, isso é um fato inegável. E como sabemos que o Monsta X está seguindo um lado mais “Que porra eu acabei de ouvir?”, precisamos que as raízes secundárias desses grupo seja “Isso aqui não é muito genérico, mesmo assim é ótimo?”.

WonHo achou bem onde atirar (Biscoitando) para cativar ainda mais a fanbase que já o seguia. E além de músicas extremamente viciantes, ele tem um apelo visual que agrada aos olhos (Até porque ele não fica 10 horas numa academia para não por o ABS para fora… Apesar que ele biscoite mais a bunda, vide vídeos no Twitter… Achamos o passivo do rolê?).

Além disso, ele fez a proeza de ainda estar na Starship numa subsidiária aleatória que ninguém nunca havia ouvido, mas que rouba todo o dinheiro possível da sede principal para financiar esse MV dele, e eu ainda suspeito que o Monsta X bater perna da Starship para essa subsidiária, ou eles abrem a própria label, hein?

18: AleXa- Revolution

Russa Musculosa AleXa, chamada ao resgate de Marte num estilo MAd MAx é a última aparição dela nesse TOP 100, mas para quem apareceu quase tantas vezes que a Chung Ha e a Taeyeon, está de ótimo tamanho. E com isso, ela entregou o hino do impeachment do Bolso-Genocida-Naro, pois é de uma revolução que precisamos para derrubar aquele mentecapto.

Revolution não é tão forte quanto Bomb ou Villain, mas ela faz o papel de música chiclete que agrada as massas e que vem com o intuito de me fazer dançar numa coreografia impecável e que só não peguei o dance break, pois o espacate já me deu cãimbra.

17: Lovelyz – Obliviate

Felizmente, a virada de imagem do Lovelyz aconteceu, elas largaram as saias com babados e rendas de primeira comunhão e crisma e entraram na onda das festas de 15 anos e, por consequência, saias curtas, calças justas, croppeds, muita maquiagem e magia a la Harry Potter (Vamos fingir que a JK Rowling não é uma racista, transfóbica, a favor da guerra e da segregação). Obliviate é uma palavra em latim, muito antes da Daniel Radcliff existir, então elas foram lá longe na Roma antiga para comprar as roupinhas de puxadores de cortina para esse comeback.

Não seguindo a onda do Apink em que elas caíram num pop sensual e piranhesco, elas foram para um lado mais House, que mescla o retrô de uma forma mais indie. E, sobre a coreografia, amém que comprou o calcitran dessas meninas para elas sentarem no chão com um arrastar sensual de pernas.

16: Everglow – No Lie

A melhor faixa de 2020 do Everglow foi uma b-side lá no início do ano. Fingindo que a Mia não engoliu mais de 70 funcking porcentos das linhas e o resto ficando com as migalhas (A Onda já não canta, e a única b-side mais chills do grupo, a Mia rouba tudo), No Lie é uma das faixas mais pseudo-sensuais que eu já ouvi. Ouvindo essa faixa não me vejo num 50 tons de cinza (Taeyeon fez isso com LOL), mas é uma faixa que você tem uma vontade enorme de caprichar numa coreografia mais sensual.

E levando em conta que essa é a única b-side desse EP que não foi promovida, eu penso que dá para invertar algo aqui,

15: Nature – Girls

Esse single do Nature veio lotado de polêmicas, desde o uso do tão controverso conceito lolita, até mesmo conotações de abuso (Muitos psicólogos apontam que a destruição de um brinquedo por uma criança bem na região onde seria a genial é um sinal de asco e medo daquela região, o que entrega possíveis traumas). Mas tirando a parte das polêmicas, Girls é uma das músicas de “verão” mais interessantes do ano, principalmente por irem nesse lado mais terror que veríamos apenas no outono, perto do Halloween;

14: Red Velvet – Irene&Seulgi – Naughy

B-side tão esperada do duo Irene & Seulgi, e por serem as main dancers do Red Velvet, esperávamos mesmo uma piranhagem em cima de uma coreografia complexa estilo o que tentaram fazer em Secret com a Yuri e a Seohyun do Girls’Generation (Coitada da Seo toda dura do lado da Yuri). Ao menos aqui, o Wendell do Gosto Meu concordará que colocar a main vocal do grupo não seria lógico.

Mas falemos de Naughty, uma das faixas mais safadas que essa unit poderia entregar, e foi bem feita como b-side, pois conseguiram trabalhar com um performance vídeo para lá de complexo, e que abusou muito do jogo de câmeras. Infelizmente, não sei se a SM dará continuidade nessa unit (Polêmica da Irene), então essa pode ser a última delas (Até por que acham mesmo que a Wendy vai piranhar num solo? Ela tá doida pelas baladas vocal descartadas pela Taeyeon).

13: Lee Suhyun – Alien

Dentre as várias controvérsias desse solo, principalmente com a demora, o lado feminino do duo AKMU conseguiu entregar um single despretencioso de uma forma que me cativou desde o início. Nunca pensei que um act da YG ia entregar um MV com uma pós-produção tão bem feita e clara (YG é conhecida por fazer tudo no ao vivo, com o mínimo de efeitos).

Com Alien, Lee Suhyun mostrou que pode ser uma idol mais b-list, pois creio que o foco seja mesmo o duo com o irmão.

12: Yeeun – Mermaid

Os singles de debut não oficial da Yeeun vieram graças ao Good Girl. Mermaid foi a faixa escolhida para a apresentação final dela, que seria “contra” a Jiwoo do Kard (Então, eu não fiz a review do episódio, né? Quem sabe na comemoração do um ano no reality haha). Mermaid consegue ser a faixa que eu menos esperava da Yeeun, ainda mais por ser uma balad vocal… E não é que a main rapper do CLC tem O vocal? (Só vocês não sabiam).

A música é muito chills, ela é agradável, e acaba sendo um lado que não veríamos dela, pois quem entrou fazendo um remix de uma música do grupo, entregou um single girl power com Witch, um single aegyo piranhesco com Barbie (E onde ela estará, né), ela encerrar mostrando seu lado mais sentimental foi uma surpresa. Felizmente, a CUBE fez o mínimo e entregou um special clip, mas sabemos que de nada resolveu, pois as cosias não estão boas, né? (Logo mais deve sair uma pauta minha sobre isso).

11: IU feat. Suga – Eight

Conto nos dedos de uma mão a vez que eu não chorei quando via o MV de Eight da IU: um total de zero. Fiquei surpreso ela me entregar uma faixa não mais pop agradável do que ela realmente entregou com Blueming. A produção do Suga foi bem feito, então méritos a ele também. A faixa é super boa, e você consegue ouvir despretenciosamente. Mas o que acaba comigo mesmo foi o MV e toda a representatividade que ela deu a Sulli e ao Jonghyun.

No última parte, vocês vão entender um pouco como a morte da Sulli me abalou muito, mas isso será cenas para os próximos capítulos; nesse caso, o último capítulo. Então essa foi a pauta de hoje, espero que tenham gostado. Spoiler da próxima e última parte: três b-sides, uma solista que poucos devem conhecer, o melhor debut de 2020 e, provavelmente, o comeback mais odiado pela blogosfera (Menos por mim, claro).

TOP 110: [110-101]; [100-91]; [90-81]; [80-71]; [70-61]; [60-51]; [50-41]; [40-31]; [30-21]; [20-11]; [10-01].

Kpop 2020 – Minha Playlist.

***

Oi, pessoal, como vocês estão? Então, vim aqui fazer uma promoção minha. Para quem não sabe, eu também sou escritor autônomo e independente, possuo algumas histórias publicadas no Wattpad e no Nyah! Fanfiction. Deixarei os links abaixo para quem quiser me seguir lá e me acompanhar, estarei fazendo postagens novas, além de revisões das histórias já lançadas.

Agradeço desde já, do fundo do meu coração, quem puder fazer isso.

Clique aqui para ir ao Nyah! Fanfiction!

Clique aqui para ir ao Wattpad!

11 respostas em “TOP 100 | As melhores músicas do Asian Pop em 2020 [20-11]”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s