Categorias
Time Machine Twice

Time Machine: Twice ganha os corações dos Kpopers com Cheer Up

E aí, meu povo, como estão? Vamos comentar dessa vez em que o Twice começou a ser Twice mesmo?

Atualização da pauta no dia 01/07/22: Gente, essa pauta foi uma das 80 e poucas escritas ano passado, nem lembro mais o que tem nelas, só sei que, para o blog se manter ativo nessa minha última semana de aula, vai ser Time Machine e talvez alguns resumões, pois tem muita faixa aguada saindo (Mas interessante é manter o hype de alguns para posts solos). Disso, com 3 provas essa semana, necessito focar nos estudos, então bora relembrar o passado, quem sabe em julho eu consiga fazer uns mais novos também, além de atualizar o blog.

Com um debut morno mais do que o esperado pela JYP, e enquanto essas meninas não eram escravizadas todo o mês, depois de 6 meses após o debut, as meninas vieram com o seu primeiro comeback com o segundo mini álbum, com teasers que já entregavam ideias diferentes do que esperar.

Cheer Up é aquele tipo de faixa que deu o real ponta pé inicial à carreira do grupo. Nessa faixa, elas mudaram a sonoridade mais bubblegum pop mesclada com hip-hop, para algo mais bubblegum voltada ao aegyo, mesmo nas partes de rap. A melodia apresenta aquela construção voltada ao eletrônico em muitos aspectos, mas estourando num refrão bem divertido, colorido e um pouco não espontâneo.

Além disso, vemos essa diferença tanto no MV quanto na coreografia. Desde uma ambientação mais pueril e corriqueira sem zumbis, mas traqzendo aquele aspecto de líder de torcida, além de cenas das meninas sendo apenas colegiais para cima e para baixo (A cena da Momo policial, das rappers cowboy e imperatriz são muito deslocadas). Até mesmo os figurinos são menos sexuais do que elas já haviam mostrado em Loke Ooh-Ahh.

Elas chegaram com um mini álbum também, abrindo com Precious Love, uma faixa mais EDM 8-bit, mesclando com bubblegum pop. É uma faixa a cara do Twice, ela é super divertida, mas não é o ápice dos bubblegum delas, ainda mais com a próxima faixa desse mini. Touchdown é uma faixa que remete muito o conceito Cheer Up visualmente, que facilmente vemos as meninas vestidas como líderes de torcida. A faixa é um eletrônico também, trazendo banda de fanfarra para dar aquele ar majestoso à faixa. E não podemos esquecer da performance em homenagem às Olimpíadas de 2016:

Com Tuk Tok, elas encarnam um reagge veranesco bem gostoso, algo bem lual divertido ao luar numa noite sem nuvens. Woohoo possui um instrumental oitentista, que remete levemente o jazz, é uma faixa que lembra a trilha sonora do filme Teen Beach da Disney.

Por fim, o EP encerra com My Headsphones on. Aqui seria o momento da faixa balad vocal, mas essa track traz um ritmo mais divertido. O instrumental não é tão elaborado, ficando apenas naquela mesa de som, batendo aos poucos os timbres e ritmos, dando um ar de evolução (Apesar da faixa parecer música descartada de algum crédito final de filme).

Como já disse a vocês, eu só fui gostar realmente do Twice com Yes or Yes, pois com Likey eu conhecia o grupo ainda para firmar algo. Com isso, hoje ouvindo as faixas delas, eu sinto que a JYP não sabia bem o que fazer com as b-sides das meninas, então socavam qualquer coisa para preencher espaço. Apesar de serem boas, apenas Touchdown realmente cativa por ser a mais diferentona do resto. Claro que, felizmente, as meninas foram acertando mais na discografia com o tempo, ainda mais mais quando elas começaram a colocar o dedo nas composições.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s