Categorias
Oneus

ONEUS se perdeu da RBW, foi parar no porão da YG com o lançamento de Bring It On

E aí, meu povo, como estão? Bora falar dos nossos viadingos preferidos do Kpop?

Até que demorou para o comeback do Oneus, né? Eles sempre fazem uns três lançamentos por ano, e o último sendo lá em outubro para vir agora em maio, demorou bem. Os teasers mostravam que o conceito seria forte, e os teasers confirmaram, e eu só estava pensando que como o povo marretou No diggity e que a versão 2.0 tava vindo.

Tirando a parte de rapper, Bring It On é uma faixa que conversa muito com a proposta do Oneus. A faixa bebe muito do trap com HyperPop, isso é fato, mas consegue trabalhar um ritmo mais leve e acústico até tanto no pré-refrão como no refrão, além da ponte, o que permite o vocal deles ser bem trabalhado, que é o ponto bem forte deles.

Mas também, como citei, tem os versos em rap e hip-hop que são o que mais se destacaram no que o grupo costuma entregar, mas a RBW conseguiu casar muito com que eles tivessem um apelo e que conversasse com o grupo. Sabemos que eles são 6 pocs afeminadas e que só o Leedo gostoso que esfregou o abs nu na nossa cara consegue disfarçar, então eles precisavam pegar mais leve na parte dos demais (Mesmo com um dos main vocal arranhando as pregas vocais em um rap depois do primeiro break de dança).

E eu gostei muito que eles fizeram um break de dança pós-refrão e um refrão mais festivo no final, o grupo tem muita força na dança também, então faltava um break de dança marcante deles em mim, e eu gostei muito, eles fizeram muito bem, e o final parecia bem mais uma faixa do iKon, mas okay, a gente perdoa (Eles entregaram Luna, sabe, erros são aceitáveis depois).

E vamos olhar o MV, que toda a pegada circense com um quê de joker ficou legal, e deram um jeito de eles biscoitarem e muito, principalmente o LeeDo, meu pai amado, que homem! E o Hwanwoong? Mais poc do que nunca, ícone demais!

A preview do álbum deu uma certa esperança em muitas b-sides. O grupo não costuma acertar tanto assim, mas esse aqui se mostrou com intensidade.

Intro : Who Got the Joker? é um rock mais emo com uma pegada indie, é uma intro forte, acaba disfarçando muito o que a title prometia a entregar, e vendo o vocal deles, seria interessante ver o grupo entregando um emo rock, né?

Skydivin’ já dá uma quebra, é um rock mais garage, com aquele ar teen em uma vibe mais alegre e divertida, pega muito mais pela guitarra e a bateria crescendo muito. É uma faixa divertida, no final, combina com a vibe do Oneus, mas acaba os assemelhando muito com o Onewe em fases mais alegres do grupo.

Com Firebomb, eles acabam seguindo a vibe rock, mas com um quê mais retrô. A faixa toda é divertida e gostosa de ouvir, só o refrão que acaba sendo agudo demais, até estridente pelo saxofone eletrônico.

Com Fragile, eles largam o rock e focam mais em uma midtempo animada, com um quê de R&B. Tem um teclado e um ar romântico na faixa. E antes de encerrar o EP com a versão inglês da title, temos Mr. Wolf, uma track com um instrumental que também deixou o rock de lado, com referência ao Pop mais EDM com um R&B, abraçando um ar mais misterioso e trevoso.

O grupo já possui uma discografia imensa, tanto de álbum tracks como de titles, então chega um ponto em que eles teriam de revisitar a temáticas que já fizeram, como foi com essa, que pegou uma mescla de No Diggity com Valkirye, assim como eles fizeram em Luna, que foi um lado mais melódico do Conceito Tradicional.

Oneus é um grupo super talentoso, as faixas as vezes falham muito neles, mas há sempre um forte acerto, e assim que é bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s