Categorias
Álbum Review Rocket Punch

Álbum Review: Rocket Punch – Pink Punch

E aí, meu povo, como vocês estão?

Aproveitando que o Rocket Punch fará comeback semana que vem, vamos trazer um review do primeiro mini álbum das meninas, logo no debut delas, em agosto do ano passado. O grupo conta com uma ex-Produce 48, que não entrou na line-up final.

Title e MV:

Bim Bam Bum surfa na onda que o kpop está vivendo com o PC Music e Teem Crush vivendo com o sucesso do ITZY (Tanto que muitos da blogosfera comparou a preguiça da Woollim e seus fracassos em trazer conceito inéditos aos seus grupos, como Lovelyz na época do Apink, ou Golden Child na época em que os grupos masculinos se jogavam em conceitos mais leves). Isso não é ruim, só precisamos saber como a Woollim trabalhará às meninas, para não ficar cansativo como o Lovelyz ficou (Golden Child conseguiu se encontrar depois de Wannabe em diante e agora eu chuto com eles tomando lugar que o Infinite deixou por hora).

A música acaba sendo experimental, pois ela não é linear, o refrão aparece duas vezes, como primeiro e terceiro, pois o segundo refrão tem um up no instrumental, dando um vocal mais agudo e estilo despivetado. Eu gostei muito na época, mas muitos tacaram tijoladas.

O MV é bem feito, trabalha muito o uso do rosa para ter coesão com o nome do álbum, as cenas como se fosse uma guerrinha de doces foi bem feito, tudo combina. Só aquela onça em CGI tosquíssima que apareceu ali do para para funcionar com nada.

Link do álbum no Spotify!

Track by track:

O álbum abre com a faixa que dá título o EP, Pink Punch é uma faixa intro, focada no instrumental, mostrando aquele toque tropical, com uma mescla em EDM e PC Music, mostrando a marca registrada do grupo. Love is Over é uma faixa tropical que funciona muito bem no verão E como b-side (Sabemos que o tropical house meio que cansou a beleza nas titles), a repetição das palavras no refrão causa aquele efeito bubblegum, bem viciante, fazendo a música ficar ainda melhor.

Lucid Dream (Só esperando Lovelyz ter uma faixa com esse nome, já que o GC também tem) é a balada vocal do álbum, com toques de piano e sintetizadores, acaba tendo um ar angelical, mas é uma faixa bem passavel. FAvorite mescla um pouco do tropical com o bubblegum, dando uma faixa divertida, mas ela chega a cansar, podendo ser facilmente retirada, ou encurtada, mesmo sendo uma midtempo bem gostosa de ouvir.

Por fim, encerramos com Do Something, uma faixa mais retrô/funky, com uma pegada linear, ela usa do piano, dando um ar leve para a música.

Conclusão:

Title: 10/10;

MV: 8/10;

Álbum tracks: 20/30;

Nota final: 38/50.

Charts e vendas:

Não encontrei a quantidade de vendas, mas o álbum atingiu o 6º dos charts de álbuns da GAON.

Considerações finais:

Para um debut, o álbum das meninas foi muito bem recebido, contém músicas boas, umas medianas, mas nenhuma chega a ser descartável. A title chama atenção para o estilo que elas queriam mostrar, e vimos isso no comeback com Bouncy e veremos com o próximo comeback, mostra uma linearidade delas, mas espero que não se percam no estilo, pois é mais fácil elas amadurecerem do teen crush do que o Lovelyz que gostaria de sair do aegyo e fez tudo bagunçado.

***

Sairei do tema principal, mas isso é mais importante.

Pessoal, para quem me acompanha nas redes sociais, sabem que eu me posiciono em muitos casos, eu não poderia deixar de relembrá-los da situação em que estamos passando, com os protestos nos EUA, no Brasil e em demais lugares do mundo. Estou fora do meu local de fala e posso fazer pouco perante isso. Contudo, não podemos esquecer que o pouco que façamos já é uma ajuda, mesmo que dentro da nossa limitação.

Para ajudar o Black Lives Matter, acessem o site e vejam o que é possível para ajudar na causa, mantenham-se informados, compartilhem isso. É o que peço, muito obrigado, e até um próximo post.

5 respostas em “Álbum Review: Rocket Punch – Pink Punch”

Esse ano que mais chamou atenção foi Cignature e Weeekly, mas nem tanto tbm. Não tô pondo fé no Treasure, muito menos no novo GG da SM que, rumores, deve sair em agosto (Só se for agosto de Deus, pq olha!)
Tem o NiZiU, ainda estou curioso para saber se manterá a sonoridade do pré-debut, ou se darão uma reviravolta

Curtido por 1 pessoa

Pra mim só Cignature e Weeekly mesmo, o resto até agora eu achei bem… é. Treasure eu vi um pessoal falando que vai longe da sonoridade de bg da YG, mas nem to animada. E o novo da SM, como você disse, capaz de sair só quando deus quiser porque que dificuldade, e nem por elas eu to na hype. Serase NiziU salva os debuts? :V

Curtido por 1 pessoa

Se o JYP falou que o NiZiU tem capacidade para bater de frente com o BlackPink, ele tá com fogo nos olhos para fazer esse grupo acontecer (E não será tão difícil em relação a rap e dança, pq as meninas mandam bem, oq me deixa com o pé atrás é o conceito White aegyo que o Japão engole e o vocal mais morno delas)

Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s