Categorias
Kard

Depois de 2 anos em hiatus, Kard encarnam o tropical house em Ring The Alarm

E aí, meu povo, como estão? Bora falar dos queridos da nação brasileira?

Kard passou por mals bocados nos últimos meses, tanto que eu achei que eles iriam para 7 palmos abaixo da terra com a polêmica de bullying da Somin, mas como o April foi com mais força, a DSP talvez tente segurar les mais um pouco e ver o que lucram (O EP já passou de 8k de cópias vendidas comparados ao último que foi 2k, então assim, o retorno tem, mesmo que pouco).

Assim como o nome do álbum diz, Ring The Alarm é uma forma do Kard abraçar os dois ritmos que fez o grupo ter seus lados: o tropical house e o EDM. Eles trouxeram um ritmo quente e sensual, com um visual que abraça o lado reggaeton deles com o quê sexual que os 4 conseguem entregar com os visuais e impactos, a faixa não explode no refrão somente com instrumental, eles conseguem trazer vocal e melodia.

E isso é um ponto super forte no grupo, em que os 4 tem vocais distintos, tanto unit feminina como masculina, mesmo com os machos que parecem ter um ovo quente na boca. Eles conseguiram equilibrar o trap mais pesado com o frescor do verão, é uma faixa digna de verão, mas sem aquele impacto colorido.

Fora o visual, que a DSP soltou mesmo a verba para esse MV, em que tem muitas mudanças de cenas, os takes solos de cada um é um brinco, relembra muito o teor dark sensual de Dumb.

O álbum abre com Break Down, uma faixa mais dark com uma pegada sensual e misteriosa, tem um teor bem misterioso que combina com o vocal das meninas, o refrão tem um drop em EDM que puxa muito para aquele teor de sexo hardcore e que combina com o single.

Good Love eles quebram o ar sensual, focando em um fresh pop de verão, tem um ar de música da Disney para filmes teen, é uma melodia boa e agradável, mas é totalmente alheio ao resto do EP.

E encerrando com Whip!, com aquele ar sensual do jazz mesclado com um pop eletrônico, a faixa é lenta, o instrumental segura em um violão e um quê de trap, é uma faixa que combina com o EP (Tiremos Good Love do meio), o refrão me faz pensar naqueles clipes em que o casal fica se atiçando o tempo todo, com um efeito sepia em cima do visual, bem anos 1920/1930.

E o retorno do Kard pode não ter sido triunfal, mas que trouxe faixas perfeitas dentro das propostas, eles conseguiram muito abraçar o estilo antigo e se manter no contemporâneo.

Uma resposta em “Depois de 2 anos em hiatus, Kard encarnam o tropical house em Ring The Alarm”

Achei a música boa, mas não é das mais marcantes deles. O MV é um pouco sem graça, porque só temos os quatro mostrados individualmente sem fazer nada (o BM aparece fazendo um pouco de escalada, e é isso), e depois dançando juntos; acho que poderia haver mais interação entre eles no vídeo, ou mais coisas acontecendo.

Dito isto, é ótimo que o KARD esteja de volta, e parece que estão sendo bem recebidos! O disco está vendendo melhor que os trabalhos anteriores deles, e hoje eles até foram um dos três grupos que competiram pra ganhar um trofeuzinho de plástico no The Show (mas perderam pro LOONA). Tomara que essa subida deles continue acontecendo!

Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s