Categorias
GFriend

Yerin é a nova solista derivada do GFriend com Aria

E aí, meu povo, como estão? E vamos falar de mais um debut de alguma solista?

O disband do GFriend foi caótico porque a HyBe decidiu afundar um grupo muito promissor e que tinha condição de ficar mais uns anos unidos, fora os solos. Mas a empresa preferiu acabar com o grupo, chutar todas as 6 integrantes de lá, ir pra a Febem e debutar mais um GG com histórico criminal (Por que não comprar os GGs flopadinhos e bons, né?)

Então, eu não era muito fã do grupo, só dei moral mesmo para Apple pra frente, aí veio Mago e o disband. Mas desde que o debut da Yuju e do ViViZ foram bem promissores, eu tinha uma esperança para esse debut ser bom.

ARIA é um pop bubblegum divertido, com um instrumental mais agudo e com uma pegada eletrônica mais voltada para o Club House, um ritmo forte e viciante. E então chegamos no refrão em que ela encarna um EDM mais puro, só com o instrumental e uns sintetizadores para dar um ar tropical. Só a música que acaba meio que do nada, mesmo com o último refrão, pois acabou sendo um linear sem uma explosão final.

E ela sabe que não é uma boa dançarina, então não meteu a doida a lá N.Mixx, mas uns passos mais de tia do Just Dance, realmente umas mãos aqui e ali, um quadril rebolando e um pouco de calcitran para não dar dor nas juntas.

Quanto ao MV, alguém tinha que ser a brega do grupo, né? É muito CGI, é muita flor, é muita informação colorida, lembrando os anos de ouro do Kpop lá de 2010 em que tudo parecia, e ainda parece, uma poluição caótica e visual. Ao menos, combinou com ela, no caso, ela tem uma cara mais insossa mesmo, pode ser ruim por ela ficar apagada, mas também pode fazer ela se destacar.

E ela debutou com um EP, que abre com a Intro: Bloom, que engana bem, pois é um instrumental mais em piano, quase um solo digno de The Bridgertons, é maçante, a intenção é lotar espaço mesmo, pois só nos finalmente entrega o que iriamos esperar na title.

Com Believer, é uma música mais intimista, um instrumental puxado ao teen rock, lembra as músicas do 5 Seconds for Summer. Já com Lalala, a faixa é um indie pop mais suave, passável, sem um refrão que chame atenção, lembra aqueles solos da Moonbyul antes de ela debutar real. Com Time, ela encerra com a baladinha vocal esperada, em piano e violão.

Eu achei o EP muito padrão, a title principalmente, ela realmente fez só o arroz e feijão mesmo de uma solista, faltou um pouco de vida para ela agir e ter um debut que fosse comparativo com as demais meninas. Bop Bop demora para engatar, mas vai, e Play é um hino sexy maravilhoso. Talvez nem seja a intenção dela mesmo reinventar a roda, mas né, bora lapidar melhor a roda, no caso.

Uma resposta em “Yerin é a nova solista derivada do GFriend com Aria”

Já fico na torcida pro MAMA desse ano trazer uma performance com o Viviz, Yuju e Yerin apresentando seus respectivos singles num medley. Talvez terminando com a Sowon subindo no palco e todas juntas cantando “Rough” ou algo assim.

Ainda não entendo por que a Yuju e a Yerin não quiseram se juntar ao Viviz, se pretendiam continuar na vida de idol (especialmente a Yerin, que é talentosa mas não tem os vocais ou a presença necessários pra emplacar como solista). Mas enfim.

Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s