Categorias
Lee Su Jeong/BabySoul

Lee Su Jeong (EX-BabySoul do Lovelyz) pega uma demo do Lovelyz e debuta sola com Walking Through The Moon

E aí, meu povo, como está? Bora falar de gente que não saiu da empresa?

Quando a Woollim anunciou o disband do Lovelyz, somente a Babysoul ficou na empresa. Por quê? Jamais saberemos até ela sair de lá. Disso, provável que a empresa prometeu um solo para ela lá dentro, o que a fez assinar novamente um contrato, somente não sei se compensou para ela isso, né? Demorou quase um ano para um debut dela.

Walking Through The Moon foi o nome da title do primeiro EP dela. Não é uma faixa ruim, mas também não parece que a faixa foi feita para ela, mas sim para o Lovelyz. Lembra daquela Moonlight que foi o Comeback War delas no Queendom? Então, a follow-up do single está aqui.

A faixa mescla com ritmos latinos e com rock, é uma faixa que você imagina muito fogo, gente suada, roupas vermelhas, bem Egotistic do Mamamoo, na verdade, nada desse assunto de lua, e os caralho a quatro. E o refrão, por ser cantado no começo e o instrumental dar essa pause, é uma forma de criar um ritmo para o pós-refrão todo repetitivo e o instrumental crescendo.

É uma música suja, ela apresenta muitas entranhas e ritmos diferentes, muitos UPs e DOWNs dos instrumentos, o vocal dela é high note para cima e para baixo enquanto intercala com a parte cantada. Você consegue realmente encarar que não era uma faixa para uma solista, mas sim para um grupo, pois enquanto as que cantam menos ficam na parte delas, as main vocals vão arrancando perucas com berros ao fundo.

E quanto ao MV, é podre de pobre, tão sem graça, parece que é de uma empresa pequena que juntou meia dúzia de Wons para dar um clipe até que decente. Deve ter sobrado um pouco de verba dos solos da Eunbi, dava para elas terem feito um feat no EP ao menos para a fanbase do IZ*ONE ajudar na carreira da bonita.

O EP abre com a intro My Name, que dá nome ao álbum também, é uma faixa alegre, com um quê de disco e um quê de garage house, que remete ao club house da Eunbi em Glitch. Com Say Goodbye, ela entrega uma balad vocal em violão e vocal mais cru mesmo. Em Warmth of Love, ela pega uma demo de cafeteria e canta em cima de uma bandinha.

Com Mirror, ela continua lentamente lenta a dar sono com instrumentais inesquecíveis e apáticos. E finalmente em Cosmos, ela muda o disco e traz um ritmo que aparentemente é alegre, começa subindo com força, com um ritmo intenso, mas fica uma música mais animada mesmo, sem muitas firulas, é uma faixa que conversa mesmo como b-side, uma vez que o refrão é super linear.

Tirando o mini álbum, que facilmente podemos esquecer, pois só tem as demos sem graça da Key quando ela debutou, a title é muito boa e maravilhosa, depois que eu implorei para o Lovelyz entregar a perfeita Moonlight, finalmente tivemos a follow-up daquele single.

Uma pena que o grupo acabou, ainda mais como último lançamento Obliviate, apenas fogo na Woollim, lixo de empresa. Agora é que a Soul-Não mais-Baby tenha um mínimo de sucesso e siga como uma solista, nem que seja aproveitando as demos do comeback do Lovelyz que nunca saiu.

2 respostas em “Lee Su Jeong (EX-BabySoul do Lovelyz) pega uma demo do Lovelyz e debuta sola com Walking Through The Moon”

Achei… interessante. Não é exatamente a melhor música que ouvi hoje, mas também não é a pior e nem me ofendeu – e ultimamente, isso já é um grande feito no k-pop. E achei o MV simples até uma boa sacada, pra dar pra Babysoul (pra mim, o nome dela sempre será esse) um verniz de artista indie conceitual (mesmo que ela muito provavelmente não seja uma).

Falando em Lovelyz, não sei se você viu, mas parece que o Jaden Jeong (normalmente associado ao Loona, mas que sim, trabalhou com o Lovelyz antes disso) vai lançar mais um grupo… dessa vez, um girlgroup de VINTE E QUATRO INTEGRANTES (ou seja, o equivalente a dois Loonas – ou um Loona, um Kep1er e um Viviz somados):

https://www.allkpop.com/article/2022/05/upcoming-24-member-girl-group-triples-announced-will-be-lead-by-loonas-ex-creative-director-jaden-jeong

A ideia parece tão megalomaníaca que confesso ter ficado bastante curioso pra ver como vai ficar isso aí: como vai ser a distribuição de linhas, se só algumas integrantes vão cantar em cada música (como faziam as finadas E-girls no Japão), se vai ter organização das garotas em sub-units (um dos acertos do Loona, que até hoje não entendo por que a BBC fez questão de jogar fora), se ele vai “emprestar” a ideia do Girls Planet 999 de formar um grupo “multinacional” (que a Mnet estragou na final)…

Mas a maior dúvida provavelmente vai ser quanto tempo esse projeto vai durar, já que o Jeong parece ter o hábito de se cansar dos grupos que lança depois de alguns meses e de abandonar eles à própria sorte pra começar a planejar o próximo grupo. Se o grupão pelo menos chegar a debutar, já está no lucro.

Curtido por 1 pessoa

Gente, esse homi tá pior que o SooMan, só lança grupo e espera dar certo sem se esforçar, abandonando o barco no final. Foi Lovelyz, Loona, OnlyOneOf, e agora isso… ah tenha bondade tbm, né? hahahha

Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s