Categorias
Weeekly

Weeekly entrega um básico genérico com Ven Para, mas que é fresh para mim, mesmo sendo ridiculamente aleatório

E aí, meu povo, como estão? Vamos falar delas, as seeemanas?

Assim, eu poderia vir com a intro mais intro que sempre faço, mas eu tô meio Wendell do Gosto Meu, bem direto ao ponto quando quero, mas precisando seguir o que eu, Guilherme do Palpites Alheios, me propus para esse blog. E como eu acompanho o Weeekly desde o debut, vocês sabem minha opinião, sendo elas para um resumão ou pauta solo.

E como a reunião do Centro Acadêmico, cuja diretoria faço parte, foi virada no choro e raiva, eu vou me estender enquanto estou me viciando em Ven Para Cá porque elas saíram do colegial.

Eu real gostaria que essa virada de chave do grupo fosse aquele ar jovial que as adolescentes raspam o cabelo, pintam de vermelho, entregam-se para o emo e fazer o rock TXT. Mas não foi assim, elas miraram no 4Minute.

Sim, elas não seguiram a onda BlackPink, e sim a onda CLC. Eu vejo essa aqui como a virada de chave do CLC, é a Hobgoblin delas, a quebração de perna e garota má e afrontosa, as meninas ainda não sabem fazer carão de ma igual a Eunbin ou a Yujin, então tudo bem. Logo vem a canção de primeira comunhão delas e depois a Black Dress e tô esperando por isso.

Vou citar CLC toda a vez que puder? Talvez, mas que eu mais vejo elas seguindo um CLC do que um BlackPink, é fato. Mas assim como critico as decisões da CUBE, vou criticar as decisões da PlayC (Eu me recuso a chamar a empresa de IST, Sorry!), a virada de chave veio em momento errado.

Sei que elas podem chegar no conceito debutante no próximo comeback para dizer que elas tão seguindo, agora, as idades da vida, seria interessante, mas de período escolar para isso seria uma pira doida que o SooMan faria, não elas.

No final, a música chega a ser diferente do que saiu essa semana e do que a empresa lançou de GG. Enquanto as ARosa foram para um lado chique, elas estão no GirlCrush. Claro, a transição de Aegyo para TeenCrush seria uma jogada mais certeira até chegar na TheBoyzificação delas, mas não ocorreu assim, uma pena, seria mais lógico.

No final, amei as duas, amei o contraste com Cherry Bullet, StayC e Rocket Punk, são grupos rookies que estão se mostrando versáteis dentro de suas propóstas que os fãs não sei se vão comprar, mas a parte delas está aqui, me ganhando de alguma forma, apenas servindo hinos e o Rocket Punch (A alfinetada vai pela Rafa gongar o CRAXY, achando que aqui é Circo!).

Um exemplo de como não fazer transição seria com Solar. Essa aqui é o Baby Monster escorrendo pela tela, e do jeito que sou, capaz de me viciar. E Where Is My Love? é a faixa baladinha delas, meio indie, meio cool, bem funky.

E assim o Weeekly deu uma de GFriend com FingerTip, podemos esperar também a Time for The Moonnight delas, mas aí vocês que vão arriscar demais, prefiro elas amadurecendo com a idade do que com as mela cueca do GFriend.

Publicidade

2 respostas em “Weeekly entrega um básico genérico com Ven Para, mas que é fresh para mim, mesmo sendo ridiculamente aleatório”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s