Categorias
GFriend

Time Machine: Gfriend conseguiu aquele sucesso bom com Me Gusta Tu depois de despencar horrores no palco

E aí, meu povo, como estão? Aproveitar que o VIVIZ fará seu debut amanhã, e como nele temos metade do GFriend.

Escolher um Time Machine para eu falar do GFriend é complicado, eu acho o grupo muito talentoso, mas com músicas que nunca me agradaram, aí eu sou obrigado a escolher aquelas com um apelo mais diferente, e o caso é com Me Gusta Tu, que foi o single que alavancou a carreira delas.

E tudo isso porque elas começaram a cair numa live até dizer chega, mas sem descer do salto, e a Coreia do Sul comprou muito o grupo, e assim a banda toca e assim elas conseguiram muita fama e sucesso. Mas assim, bora comentar sobre esse álbum delas.

O grupo sempre teve essa onda mais angelical, pueril, mirando num bubblegum pop mais exotérico, místico, em que elas decidiam mirar as vezes no rock, que tinham os sintetizadores aqui e ali. Me Gusta Tu é uma forma bem clara que elas conseguiram entregar músicas bem boas, mas que eu demorei muito para gostar mesmo.

E elas sempre mirando nesse ar escolar é uma marca delas, além de que essa title parece muito alguma track de anime, o que também acabou sendo uma marca delas. E isso reflete até mesmo na coreografia, sendo o GFriend um dos grupos com as coreôs mais complexas do Kpop, pois todos os detalhes são impressionantes.

E eu sempre achei os MVs do GFriend muito sem graça, mas com o tempo aprendi a gostar, que é o caso dessa aqui. Na verdade, foi quase a discografia como um todo delas. E assim seguimos com elas usando saia rodada, dançando em ambientes muito claros, sendo alegres em todo momento, a YuJu soltando os high notes até rasgar a voz também.

O segundo EP delas abre com Flower Bud, que também dá nome ao mini álbum. O instrumental carrega bem aquilo que elas tentaram entregar, algo pueril, jovial, até mesmo místico com os sintetizadores e o bubblegum pop.

Under The Sky é claramente aquela faixa de anime para abertura, o rock mais místico é a essência dessa faixa delas. Já em ONE, elas miram para uma midtempo mais agitada, pegando um pop mais eletrônico e menos rock, a faixa é gostosinha de ouvir, lembra aquelas trilhas sonoras de fim de tarde.

Com My Buddy, elas encerram da forma como um grupo como o GFriend que possui um vocal excelente faria, tacar um vocal música de final de ano da Globo, mas que começa como se fosse uma baladinha vocal. A faixa tem os sintetizadores, o pop alegre e a sensação de estar encerrando um trabalho, impressionante.

E ainda temos o instrumental da title.

Realmente, a discografia do GFriend é bem duvidosa dentro da minha vida, eu acho o grupo muito bom, repetindo, mas ainda assim, não tem aquele ar cativante. Labyrinth é a melhor faixa delas, não tem o que fazer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s