Categorias
2021

TOP 100 | As melhores músicas do Asian Pop em 2021 [50-41]

E aí, meu povo, como estão?

E aqui começamos o nosso TOP 50, onde as coisas ficam um pouco mais intensas, em que alguns são esquecidos, pois outros cativam ainda mais nossos gostos duvidosos, e assim a vida segue. Então peguem o café e bora ler quem ficou de fora do TOP 40.

50: Wonho – Lose

Nosso bombado musculoso gostoso de voz angelical teve dois comebacks esse ano, mas o segundo mais veranesco meio que se perdeu nas minhas playlists, diferente do primeiro. Lose é uma versão mais sensual e dark que Open Mind e aqui ele mostrou tudo o que pode fazer com roupas abertas e de pouco pano, água, um R&B voltado ao Soul e uma coreografia sensual por demais da conta. Wonho é um solista completo e certeza que tende a crescer mais e mais (Espero que ele esteja deixando lançamentos preparados para a sua época no exército… Aliás, imagina esse homem pós-exército? O armário 4×4!).

49: Key – Bad Love

E vamos de outro solista, masculino, gostoso, musculoso, aviadado, que pegou uma demo disco e fez ser um dos melhores discos do ano. Claro, eu disse que uns retrôs tinham sido enjoativos, mas o Key é o Key, reizinho do reino Shinee, BFF da Kim Teião e que entregou um single aos gays como Bad Love. Aqui ele fez lindo, perfeito, seguiu a linha mais povão genérico que o debut entregou, até porque ele não precisa se reinventar para mostar que é um solista completo.

48: Yuqi – Bonnie & Clyde

E olha aqui com mais uma solista, que me ganhou bem mais que a Soyeon. O vocal grave da Yuqi é de tirar o fôlego e misturar isso com um rock foi a melhor escolha que a CUBE poderia fazer. Disso, músicas com letra mais em inglês faz com que a mulher lance carreira pelo mundo, principalmente nos EUA e na China. E assim como o Key e o Wonho, ela não precisou reinventar a roda para entregar uma música para lá de maravilhosa. Espero que ela lance mais solos agora em 2022 (Ou que a Minnie debute também, imagina um Dhalia 2.0 no vocal da Minnie?).

47: Tri.Be – Doom Doom Ta

Nossas apropriadoras culturais, rainhas e filhas do EXID, vieram com um debut bem marcante, pegando aquela demo safada do funk carioca, que refletiu até no título da faixa, com uma coreografia muito boa, um clipe intenso, mostrando que a Sony tá doida para verem as meninas hitando. Um rookie que vem com força, mal posso esperar para o próximo lançamento.

46: ITZY – Loco

A title do primeiro full álbum das meninas, uma faixa a cara do grupo, cheio de efeito sonoro, muito EDM e muito PC Music, as meninas entregaram uma faixa que conversa muito com a carreira delas como um todo (Com exceção de Mafia, nesse caso), e entregaram um clipe com visual lindo, transições que dão um êxtase e uma coreografia que eu viciei. Loco pode não ser a melhor delas, mas elas entregaram, e isso que importa.

45: IU – Lilac

Dona IU entregou seu full álbum esse ano, e eu jurei que Lilac seria a chatice que foi ou Bbibbi ou Blueming. Mas não, a faixa se mostrou mais interessante, um retrô gostoso, ela com um vocal miada, mais agudo do que nunca, entregando muita referência a sua carreira. A música é excelente e ela vai crescendo em você e o repeat não para, é uma das melhores dela e eu nem pensei que ela cresceria tanto comigo, duvidei que a IU fosse acertar comigo novamente.

44: ITZY – Sorry Not Sorry

Essa aqui merecia ter um MV também, Sorry Not Sorry parecia mais uma title do ITZY do que Mafia, muitos concordaram, uma pena que a JYP não deu um pré-release a elas com essa faixa, seria um estouro impecável. A melodia vicia, simplesmente vicia, não tem outra palavra para descrever como Sorry Not Sorry é uma música do ITZY.

43: The Boyz – Drink It

E a carreira do The Boyz em 2021 não foi destruída porque o App Universe entregou a eles uma demo excelente. A pegada vampiresca de Drink It não é lá muito inédita, o MV não é o mais editado ou mais inventivo deles, mas a canção, pelo amor, ela entra dentro de você e vai sugando e te viciando, o refrão final é para acabar, tem um dos melhores encerramentos, que conversa muito com o visual, isso eles souberam trabalhar muito.

42: NCT Dream – Hello Future

E vamos com uma do NCT ganhando super força aqui no meu TOP 100. Hello Future é a melhor faixa do NCT em tempos, ela remete a carreira e o começo do Dream, aqui eles realmente devem mirar nesse estilo, é aquele estilo fresco, dá uma quebra ao tryhard do 127, mostra que a SM ainda lembra de dar faixas que condizem com o conceito inicial dos grupos.

41: CIX – Tesseract

Outra faixa do App Universe. Tesseract é a melhor demo que o app poderia dar a um grupo masculino, e com a produção do Hui do Pentagon (Pensem que essa faixa poderia ser do Pentagon? Seria uma perfeição, o high note final é a cara do Hui, todo agudo esganiçado como amo ouvir!). A faixa puxa para um lado rock também, mesclando com o EDM, assim como o Linkin Park fez uma época, a música é muito boa, ela cativa muito, e conta com o CIX, o grupo exala atitude e carisma, isso ajuda muito.

E aqui encerramos a sexta parte, estamos chegando nos momentos finais, logo vocês saberão quem ficou no meu top 10, quem ficou de fora? Quem subiu? Quem será a Arisong do ano?

TOP 100: [100-91]; [90-81]; [80-71]; [70-61]; [60-51];

12 respostas em “TOP 100 | As melhores músicas do Asian Pop em 2021 [50-41]”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s