Categorias
2021

TOP 100 | As melhores músicas do Asian Pop em 2021 [90-81]

E aí, meu povo, como estão? Bora aproveitar esse sábado chuvoso para mais um pouco caos?

Ontem saiu a primeira das dez partes do meu TOP 100, já teve comentários, já teve caos, já teve views, só falta o dinheiro para bancar o WordPress e tentar começar a pagar as contas aqui de casa, mas como eu acho que isso nunca acontecerá, bora fofocar sobre mais 10 faixas dessa hobby lindo que ainda consigo manter.

90: Oh My Girl – Dun Dun Dance

Eu não tenho muito o que falar dessa faixa do Oh My Girl. Ela é bem gostosinha, não tem de novo para um grupo que sempre intercalava com um aegyo pop bubblegum em sua carreira, fazendo isso de maneira muito gostosa e divertida, mas eu prefiro o lado místico e pueril delas, então essa aqui acabou se gastando rápido comigo, tanto que está aqui nessa posição.

89: Twice – Alcohol Free

As orgulhos de Garota de Ipanema também apareceram aqui depois de eu tacar a tijolada nelas na pauta solo. Eu acabei deitando para a faixa por alguns aspectos, como o visual do clipe que está maravilhoso e também pela parte do pós-refrão que elas falam aquele monte de nome de bebida que é super viciante pela forma como elas fizeram a música e a coreografia.

88: U-Know – Thank U

Essa aqui realmente foi um dos pontos mais altos do começo do ano, porque essa vibe mafioso fazia tempo que o Kpop não trazia, e ainda de uma forma tão literal. O clipe é bem pesado e maravilhoso de assistir, a música é super viciante, mas nada se compara com a próxima. U-Know conseguiu fazer um ótimo comeback esse ano, independente da polêmica de ele estar ou não num puteiro.

87: U-Know – Eeny Meeny

A presença da Seulgi nesse aqui fez o MV ganhar muito mais views do que realmente a faixa título recebeu, e isso é uma técnica que a SM faz a muito tempo, bem mais para promover os acts novos, mas acho uma boa começar a fazer isso com os acts mais antigos e ver se os mais novos conseguem comprar os álbuns dos velhos de guerra. Fora isso, a faixa é viciantemente ótima.

86: SF9 – Trauma

Duvida cruel de colocar ou não o SF9, mas Trauma merecia esse reconhecimento. O grupo fez mágica com pouco no Kingdom, lançando faixas dançantes, Tear Drop é chatinha, mas essa Trauma é tudo de perfeita do conceito sensual que o grupo vem trazendo e conseguem fazer mais do que perfeito, afinal só tem gostoso nesse grupo. E a faixa tem aquele quê sensual do R&B com pop que eu amo demais, como vocês bem sabem.

85: Red Velvet – Pose

Uma b-side sendo mais cara de title do Red Velvet do que realmente a title me lembra aquela dualidade zimzalabim/Sunny Side Up, uns amando a faixa principal, outros odiando e colocando a b-side como desejo para title. E aqui elas mesclam bem o lado red, entram um pop gostoso, que faz distorções com o eletrônico e o house, mas apresentam uma sensualidade que o Velvet side mostra, ficando mais pelo apelo da Irene e da Joy. Eu realmente achei bem melhor que Queendom, tanto que ela está acima da title.

84: Oneus – Shut Up Crazy HOT

Uma versão viada de Mad Max era algo que eu pedi? Jamais, quase tive um infarto quando achei que a RBW ia fazer o Oneus bancar os machos mais uma vez. Mas a empresa aprendeu e fez essa faixa aqui, pegou conceito masculo demais, montou nos meninos, e fez valer pela falta de testosterona neles, HwanWoong não foi o que mais se destacou, mas o Leedo… Socorro!

83: HyunA – Good Girl

Good Girl seria a mãe de I’m Not Cool, até porque veio primeiro. Porém, serviu de b-side e follow-up no álbum. Disso, carregando o mesmo conceito, uma versão mais limpa no instrumental e já mostrando que ela iria para um lado mais exagerado do visual (Acho que Ping Pong é a prova viva que ela sabe como fazer um camp style). A faixa é muito fresh e eu teria, na verdade, guardado como single de verão, pela forma como a faixa combina muito com a estação.

82: VeriVery – Get Away

Ano passado nenhuma deles apareceu aqui, e nem teria motivos, nenhuma me agradou tanto ao ponto de subir, e essa aqui ia pelo mesmo caminho, esse conceito dark sensual deles é bem cansativo. Mas quando chegou no refrão, eu tive uma leve síncope com a perfeição do visual, da coreografia e como eles montaram um pós que viciasse pelas entrelinhas. A faixa não tem nada demais, mas o refrão consegue elevar bastante

81: Shinee – Don’t Call Me

Fiquem calmos que o Shinee aparecerá mais por aqui. Na verdade, eu poderia colocar o álbum Don’t Call Me inteiro nessa posição. Tanto title que eu detestei, mas hoje gosto muito, quanto as b-sides tem o mesmo peso para mim. Revendo a carreira do grupo, aqui eles conseguiram abraçar o antigo com o novo e relembrando parte da carreira deles.

Esse comeback do grupo foi sentimental por ser o primeiro depois de todos no exército, quase, Taemin agora que está lá. Tivemos o Minho parrudíssimo, tivemos o Key usando todas as roupas mais impossíveis de brega, mas ele pode, e tivemos o Onew soltando o vocal em um visual mais clean como bom cantor também de ópera.

Como falei, o álbum todo poderia estar nessa posição, Body Rhythm, Code, Heart Attack, todas tem uma força comigo, como a title. Mas claro, tivemos faixas melhores do grupo e de solistas dele para cima, é esperar as próximas cenas.

E essa foi a segunda parte do nosso TOP 100, espero que estejam gostando, bora curtir e comentar, quero saber também da opinião de vocês.

TOP 100: [100-91]

11 respostas em “TOP 100 | As melhores músicas do Asian Pop em 2021 [90-81]”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s