Categorias
2021

Top 2021: As 10 músicas principais que ficaram de fora das 100 melhores

E aí, meu povo, como estão? Bora começar a focar quais são as principais faixas de 2021, MAS que não foram selecionadas ao meu top 100? Era para essa pauta ter saído de manhã, mas assim, eu bebi ontem mais que carro velho e só fui ressuscitar agora às 16h da tarde, então já sabem.

Quem acompanhou o top 100 do ano passado, reparou que eu fiz um post com top 110. Contudo, esse ano achei muito morno, não teve aquelas faixas que realmente se mostravam potentes ao ponto de brigarem com minha playlist, tanto que chegou uma hora que eu escolhia as posições por ter que escolher (Sim, eu encerrei as escolhas no dia 05/12/2021, e o que vier depois que lutem ao ano que vem).

Disso, na hora que fui vendo o pessoal apontando o que eles colocaram, uma dica aqui e acola, eu fui ver que algumas estavam de fora, ou que compunham lugares mais abaixo do que eles realmente colocaram. No final, 10 músicas ficaram para fora, as quais seriam aqueles 10 formando os 110.

Mas como estou com preguiça (E sem tempo) em catalogar essas 10, coloquei numa pauta só de forma inespecífica em colocação AS MÚSICAS QUE FICARAM DE FORA DO TOP 100 FINAL! Deixemos de enrolação e bora!

OBS: Lembrando que essa é uma lista de gosto pessoal, então não tenho intenção de atacar ninguém que está aqui, apenas demonstrando minha opinião sobre essas faixas.

JustB – Damage

JustB eu vi desde o debut, o grupo tinha uns ex-ILand, então tinha certo hype, e a empresa parecia ter interesse em fazer um grupo global. Eu gostei muito de Damage, a melodia anos 2010, esse EDM pauleira que geral fazia na época foi bem gostoso de ouvir, dava uma vibe nostalgica. Mas os coitados ficaram de fora do top 100 nos cortes, porque foi difícil escolher as faixas, põe difícil.

Foi mais fácil montar o top 10 de melhores do que o resto, hein? 2021 prometeu ser um estouro e estourou meu cérebro organizando isso.

StayC – Stereotype

Um grupo que fez a história bem melhor que o debut foi o StayC, Stereotype foi uma faixa explosiva no ponto certo comigo, os produtores sabem fazer as meninas acertarem o aegyo intenso, mas também maduro no ponto certo. Mas a faixa não morou tanto assim no meu repeat como eu esperava, tanto que ela está aqui, out do top 100.

Do Han Se – Take Over

Um também que ficou out, mas sempre fiquei pensando se ele deveria subir, foi o Take Over. Mas assim, a faixa é um hino de melodia, mas nem chegou perto de muitas reproduções, eu ia colocar no top final pelo quesito qualidade.

DJ Soda feat. Ahin (Momoland) – Okay!

Um lançamento que eu amei demais foi essa aqui da Ahin do Momoland, o máximo que o grupo fez lançamento esse ano, já que a MLD esqueceu delas mesmo. A faixa segue a linha do JustB, é um EDM gostostinho, sem pretensão alguma de viralizar ou hitar, apenas para se reunir em uma garagem, comprar uns corotes e beber.

Yubin – Perfume

Essa aqui é lá do começo do ano e até que durou um tempo comigo, mas o fator replay morreu por eu ter cansado um pouco do retrô, aí eu só deletei de colocar no top 100 para hora que eu fiz a peneira.

E’Last – Dark Dream

Aqui eles mereciam muito ter subido, mas eu esqueci um pouco da música depois do lançamento, não coloquei nas minhas playlists, aí dá aquela atrapalhada real. Mas como eu disse no post deles, ou foi num resumão?, eles fizeram muito bem aqui, mesclando o experimental com o épico, sem cair num tryhard.

IU – Strawberry Moon

Não sou o Gaon Charts para botar a IU em #1 lugar a cada single que a mulher lança, apesar que Strawberry Moon ser uma delicinha de ouvir, exatamente aquelas baladinhas vocais de fácil digestão, ainda mais quando se mescla com o synthpop.

Woodz – Waiting

Woodz teve um ano ótimo, não tem como negar, mas eu meio que o ignorei aos poucos, ouvindo menos músicas de autoria dele do que eu esperava, fui ver meu LastFM e o coitado tem semana que nem aparece. Contudo, não podemos deixar de mencionar esse último EP dele que está impecável, sendo uma das titles uma perfeição desse rock emo que vem surgindo aos poucos.

StayC – ASAP

E olha lá elas de novo aqui. Asap é um hino que caiu na boca do povo e no gosto popular, eu mesmo deitei para ela depois de esperar uma faixa boa pós-debut que todo mundo amou, mas já dizia minha mãe, não sou todo mundo. Eu sinto que o StayC é aquele grupo que sei notar e perceber que as músicas são boas, mas colocar em meu top 100 não será fácil, igual era com o GFriend, por exemplo.

BTS – Butter

Esse aqui deve ser a surpresa de geral, pois eu pensa que o BTS merecesse entrar em meu top 100. E aqui vale igual a Take Over, a faixa é muito boa, conseguiu ser um Dynamite melhorado, mas passou bem longe das minhas playlists, e iria entrar só por eu gostar da faixa, não por ter o efeito repeat comigo. E claro, aproveitar o nome BTS (Apesar que eles nunca foram um grupo que me deu views no blog).

E essa foi a listinha das músicas que eu quase coloquei no meu top 100, mas ficaram de fora. E talvez várias causarão por terem ficado de fora E algumas vão causar por terem ficado dentro do top 100. Então, é esperar a reação do povo.

2 respostas em “Top 2021: As 10 músicas principais que ficaram de fora das 100 melhores”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s