Categorias
NCT

SooMan bateu a cabeça numa privada, acreditou ser uma jaca podre e produziu Sticker do NCT 127

E aí, meu povo, como estão? Como vocês acordaram logo com o primeiro bate lata assim, na cara dura?

NCT 127 é um dos maiores fenômenos da SM, batendo sempre suas milhões de cópias vendidas, e não só eles, mas como todo o resto dos NCTs, como o Dream e o WayV, e olha que estamos falando agora de um grupo que não tem mais a fanbase chinesa comprando feito uns capitalistas inconsequentes. Então, podemos acreditar que os 2,2kk de vendas desse full álbum seria bem maior (Ou não, isso já tem as fanbases da China, que tão burlando as leis do país).

E como, pelo visto, a SM está focando no mercado ocidental, o retorno do grupo ocorreu à uma da manhã.

Tá uma merda, não tem o que dizer. Esse estilo experimental do NCT 127 não cola, eles são um grupo com premissa muito mais pop comercial do que isso, essa aqui é uma demo pura do NCT U, um The 7th Sense, até mesmo Kick It é mais ouvível e menos experimental que isso. O refrão é fraco, é irritante, a flautinha tradicional que tem ao fundo incomoda demais, está muito aguda.

O MV está lindíssimo, a SM dabe fazer MV carão, em que tem muita coreografia e menos roteiro, sabe socar muito efeito especial e sabe o que combina com seus grupos, mas aquilo, gastaram muito dinheiro para uma música lixosa.

E ainda bem que ouvi o álbum antes, eu posso gastar minhas linhas com música boa.

Isso aqui sim é uma faixa NCT, um quê comercial, principalmente porque pegaram aquelas demos do Red Velvet mais classudas voltadas para os viados. Tem o anti-drop em ballroom, em que eles estariam fazendo altos carões e eu usarei como trilha sonora dos meus treinos, porque Breakfast é tudo.

Focus já não é tão interessante assim, ela é uma midtempo de machos fazendo sensualidade na água, mas é uma faixa que agrada muito mais e facilmente é uma OST mais sensual para algum dorama para adultos.

The Rainy Night é aquela balad vocal poderosa que a SM acerta uma vez na vida por grupo da empresa, e dessa vez o NCT foi o escolhido. E como estamos no quinto ano do grupo e alguns já começarão a bater perna futuramente ao exército, é hora de acertar mais nos álbuns.

Far é a faixa NCT 127 própria para comebacks, é a cara deles, é conceitual, é poderosa, é comercial e interessante de ouvir sem inventar nada conseguindo até ser experimental em alguns momentos, não tem porque essa ter sido álbum track e não title.

Magic Carpet Ride se destaca por ser uma midtempo sem ser muito sensual, mas o vocal dos meninos aqui está tudo, é uma antiga demo do Shinee, se pararmos para refletir.

Lemonade vem para mostrar que o NCT 127 ainda pode ser experimental sem parecer uma cacofonia, aliás, isso aqui parece mais música de intro do que álbum track, mas aqui ela existe.

Muitas álbum tracks boas para um álbum mediano que vale uns 6/10, mas tudo isso porque temos uma title muito ruim, terrível, insossa e de mal gosto, pior demo da SM, e olha que temos NCT na empresa (Não, pera…) e temos o Super Junior se forçando sempre com uma demo muito xóvem para cima dos idosos do grupo.

Disso, bom para quem gostou, só espero que Savage do Aespa bote essa aqui no chinelo e ensine ao NCT como fazer faixa experimental decentemente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s