Categorias
CLC Time Machine

Time Machine: CLC lança mais um hino empoderador com Me

Vamos aproveitar que a Yujin estará no Girls Planet 999?

E aí, meu povo, como estão? Arrumando ainda mais essas pautas que foram apagadas?

Seguindo a sequência de homenagens ao CLC, vamos falar da vez em que a CUBE decidiu requentar mais uma demo do 4Minute com o CLC, e fico feliz que isso vinha acontecendo, pois elas entregaram um trabalho excelente com No, então o primeiro comeback somente após 3 meses do anterior seria algo a se comemorar e ficar de olho.

Me é uma mescla de vários ritmos e estilos, e mesmo assim as meninas conseguiram deixar com a cara dela cada aspecto do MV, cada característica dos vocais e dos visuais. Começando com ritmos mais mornos, o instrumental mesclava ritmos latinos com o eletrônico, fazendo a evolução da faixa ser gradativa, até o refrão mesmo soltar num eletrônico tryhard, bem semelhante ao que o Skrillex fez com Hate do 4minute, e isso pegando os ouvintes de surpresa, e a construção tornou a se repetir algumas vezes até encerrar mesmo no break final, que dava continuação ao refrão.

Algo a se comentar também é a forma como o drop do rap da Yeeun foi feito, com sintetizadores e aquele toque de relógio, dando um aspecto bem único ao momento. O Mv também não é um dos mais elaborados para elas, mas conseguiram entregar algo bem pontual, além de trabalharem bem o jogo de câmeras e, principalmente, os figurinos. Aliás, foi uma das eras delas com o melhores figurinos, ficando atrás apenas de Helicopter, se não me engano.

Com esse single, as meninas conseguiram marcar bem a presença delas no quesito instrumental e estilo, pois era algo que o mundo começou abraçar com mais força (Everglow e BlackPink), além da line-up mais enchuta do que metade de Seoul fazia na época. Mesmo com 7 integrantes, elas conseguem se destacar muito, tanto em beleza quanto em carisma (E eu vou repetir isso sempre que possível).

6 respostas em “Time Machine: CLC lança mais um hino empoderador com Me”

É estranho como o CLC nunca decolou, mesmo tendo músicas tão boas (em alguns casos inclusive melhores que as das suas irmãs mais famosas do (G)I-DLE). Se bem que elas conseguiram alguns troféus em music shows, né, então não dá pra dizer que elas são fracassadas (apenas com sucesso abaixo do que deveriam ter – o descaso da Cube com elas também não ajuda).

Bom, enquanto o Girls Planet 999 não chega pra Yujin tentar dar um novo rumo pra carreira, a Mnet vai divulgar semana que vem o vídeo da performance da música tema com os três times juntos (possivelmente com a música completa, e talvez – espero – mesclando um pouco de mandarim e japonês na letra). E, esta semana, saíram uns vídeos delas recebendo um kit do programa:

Eu achava que já tinha escolhido minhas favoritas, mas agora já estou dividido… será que dá pro grupo final ter umas 10 a 15 integrantes… de cada time (incluindo a Yujin e as duas irmãs gêmeas do Time C)? Se o AKB48 pode ter mais de 100 integrantes, acho que não é pedir muito um grupo de 45 integrantes, é?

(…OK, tá bom, 9 integrantes de cada time, e não se fala mais nisso)

Curtido por 1 pessoa

Para mim, a MNet poderia dar a doida e botar 11 ou 12 integrantes do 999, pq assim, é muita gente boa e que o povo está dando mto hype para só ter 9 (E se o IZ*ONE deu certo com 12 e IOI com 11, pq não mais um?)

E o problema do CLC foi administração mesmo, e apesar dos Wins serem merecidos mesmo, eu sempre levo em conta que a concorrência não era das melhores (O primeiro foi contra o woodz e o segundo foi contra o Dreamcatcher, que na épora não era tão fortes. Se fosse hj, o CLC perderia, o Dreamcatcher cresceu mto e o Woodz tbm, e ambos fizeram o que a CUBE não fez, que foi focar na China… Só da Handong ir por produce de lá, já estourou o grupo, e tanto CLC qto o Dreacatcher tem a mesma idade, tanto que o Dreamcatcher já renovou o contrato)

e acho difícil da MNet mesclar linguas, acho que dará a doida e será só coreano (Ou quem sabe dividir em 3 partes para 3 linguas)

Curtir

Será? No Produce 48 houve duas versões de “Nekkoya” (uma em coreano e uma em japonês), e a performance inaugural misturou as duas… seria legal se a Mnet fizesse algo assim novamente, até porque mesmo que o público alvo primário do futuro grupo seja a Coreia do Sul, eles certamente também estão mirando os públicos do Japão, China, Taiwan e Hong Kong.

Curtido por 1 pessoa

Sim, talvez façam isso, até pq se terá uma hora que o grupo estará em intervalo por conta das units, é esperado que as japonesas vão pro Japão e as Chinesas, Tawainesas e Hong Kongesas para suas respectivas nações

Obs: Qtos problemas diplomáticos criamos com a China só por dividir as etnias? Hahahahaha

Curtir

Eu que não me responsabilizo por incidentes diplomáticos; a culpa é toda da Mnet que socou os três territórios juntos no mesmo grupo mesmo sabendo da situação entre eles.

E no final nem precisava; embora eles tenham juntado as audições dos três territórios em questão como um só, pelo que pesquisei, só duas competidoras classificadas pro Time-C são taiwanesas (e não, não são as gêmeas)… todas as outras são da China continental mesmo (nenhuma de Hong Kong foi selecionada pro programa, se é que teve alguma que se candidatou pra começo de conversa).

Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s