Categorias
AleXa Kard

DSP quer que o BM do Kard vire o novo queridinho do povão, que até no Xtra da AleXa ele apareceu

E aí, meu povo, como estão? Espero que estejam ótimo, ontem passei por um probleminha na faculdade e só estava com o corpo presente no mundo, a alma vagava em algum lugar, então deixei passar esses lançamentos.

Naeun do April conseguiu a proeza de afundar o April e, provável, o Kard ao mesmo tempo, então a DSP ou tenta fazer os dois que sobraram hitarem muito, ou tem que achar trainees para um novo grupo feminino para ocupar as demos que o April não usará mais (Por favor, que sejam as demos do Kara). Disso, o BM vem fazendo seu debut solo aos poucos, mostrando que ele quer ser o novo Wonho…

BM foi conhecido por criar um seleto grupo de k-idols, os Big Tits (Em tradução literal, os Grandes Peitos). Nisso, ele expor seus belos seios não tão chamativos quando o do nosso queridíssimo Wonho era o mais esperado mesmo, e usar uma demo bem rapper nderground estadunidense para seu “debut” solo é algo que eu realmente esperava, até porque o homem é canadense, né?

Broken Me é uma faixa que traz fortes aspectos do trap EDM, aquele ritmo que todo mundo soca na trilha sonora dos Velozes e Furiosos. Não tem nada demais na faixa, ela consegue ser super gostosa de ouvir, divertida no ponto certa, e me faz ouvir apenas por ser do BM do que a música ser boa mesmo.

Disso, recebemos o que realmente seria o debut dele com 13IVI… Assim, isso aqui tá muito ruim, mas um ruim bem terrível, e pior que eu gostei. A faixa tem aquele quê de Um Maluco no Pedaço, aquele drop que eu gosto do Kard, aquela pegada hétero que o grupo fez ser a marca dele, mas que o grupo consegue segurar para não ficar uma faixa muito agressivamente homofóbica, que é o caso das músicas do Big Bang, por exemplo.

Juntamente com o famosos eletrônico, além daquele quê de Trap com Hip-Hop, a faixa é bagunçada, tem o refrão que eu ainda estou pensando o que é um 13 IVI, mas aqui estamos, né? Para enaltecer esse homem.

Ele só precisa de umas aulas com o Wonho em como ser biscoiteiro nos MVs sem esconder as tetas.

E assim, ele deve estar super em alta, já que a nossa marombeira russa, a AleXa, rainha detentora da melhor videografia do Kpop sem prometer nada, entregou seu mais novo single álbum para esse verão, em que ela está aproveitando esse hiatus do mundo em shows para entregar ritmos diferentes. Já tivemos uma balad vocal há uns meses, e agora ela pegou aquela demo que a Ailee não quis mais para lançar faixas mela cueca, e fez tudo que viados gostam de ouvir.

Xtra me deu várias vibes de várias músicas, eu senti um Baby I da Ariana Grande, uma mescla com Focus da mesma, mas tem um coisa que me remete muito Pretty Girls da Britney Spears com a Iggy Azalea. E como são 3 músicas que amam demais, que se misturaram com o Kpop e com a AleXa, eu amei demais a faixa.

Tudo é muito colorido, o MV sai muito da linha power dela, conseguindo ser super atual, ter aquele quê retrô, do pop 2010, sendo uma faixa super gostosa de ouvir. Uma coisa que, inicialmente não me incomodou, foi o vocal dela, que muda muito de timbre, e só me toquei lendo o post da Bruna. Claro, isso não tira o fator que eu amei demais a faixa, e fico feliz que ela conseguiu ser tão eclética em menos de um ano.

E ainda tivemos a b-side Obssession, uma clara follow-up de Xtra, tendo ainda um quê amais de Focus, mas aqueles melismas vocais que temos nas faixas delas. Não chega a ter o mesmo apelo que a title, mas é tão boa quanto.

E na semana passado, um tal de Bader teve um solo com a AleXa, a faixa é super gostosa, e melhor é pensando ela cantando em inglês e a música ser em árabe (Ou lingua parecida) e a situação toda. Globalização, né amoreS?

Tivemos bons solos essa semana, mas não tão comentáveis quanto esses, mas então peguem as suas pipocas para eu comentar aqui com vocês num breve resumão:

Todrick Hall e sua Rainin’ Fellas é quase um It’a Raining Man, e com homens caindo pelados em cima de taxis. Assim, a música é tudo que viados de boate gostam, e junta num clipe muito viado, é muita viadisse para pouco clipe… Que venha mais, que tá pouco!

Sobre essa da Lorde, podemos dizer “Não é problema nosso que ela tratou a depressão dela”? Podemos, mas é que a música é ruim mesmo. E o clipe tem uma vibe Midssomar.

Debut solo de um dos GOT7, ruim demais.

Essa foi indicação do Arthur do Aquario, se não me engano, da nossa queria Yuhnway. A faixa é mó good vibes, ponto para ela.

Todrick Hall tá voltando mesmo, né? E não tá pegando nada leve nesse jogo de sedução, né não? O novo álbum dele tá tudo.

E vamos encerrar com ela, a Ex das Ex, Chanmi, a quase Girls’Generation, que felizmente saiu antes, porque Ô mulher asquerosa, bem feito, tá cantando Trot e só vai agradar os mais velhos de guerra da Coreia. Se fizer sucesso, ótimo para ela. Se não, que pena, né?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s