Categorias
Álbum Review BoA

Comentando “Better”, décimo álbum de BoA

E aí, meu povo, como estão? Vamos falar desse novo álbum de Kwon BoA?

Na última terça–feira, BoA entregou seu 10º álbum de estúdio, fiz uma pauta solo para o comeback da solista. Better foi a faixa título escolhida, e ela conversa bem com toda a carreira da cantora, pois traz algo sensual, que empolga na dança, em que ela mescla bem os estilos da virada dos anos 1990 aos 2000, a época em que ela debutou. Além disso, a faixa não parece datada, como se fosse pontuado apenas aquela época.

A primeira faixa é Temptation. É uma faixa que traz um aspecto mais R&B mesclando com um eletrônico, é uma faixa com quê sensual nela, o vocal da BoA conversou muito bem com o estilo, trazendo uma suavidade num instrumental mais carregado do que o estilo pede. Eu vejo essa faixa numa cena mais hot de algum filme. Cloud já diminui o ritmo e entrega uma track mais jazz chique, uma música de dançar juntinho, bem barzinho de época.

All The Jazz, assim como o nome diz, é uma faixa de jazz mais lento. Ela não se assemelha a faixa anterior, pois coloca ritmos mais latinos de uma forma branda, como um flamenco no meio, dando um ar também sensual. L.O.V.E volta a subir o ritmo do álbum, entregando uma faixa mais oitentista, ela vai elevando comforme a faixa é construída, entregando um instrumental animado.

Cut Me Off é uma faixa sensual que traz um R&B mais puro e sensual, uma faixa mais de estalinho. Got Me Good puxa bastante o que Better entregou, com um estilo eletrônico puxado ao hip-hop, uma boa follow-up para se trabalhar num stage. Honey & Diamonds é outra faixa mais funky do álbum, não chega a ser divertida, mas trabalha aquele aspecto mais dark do estilo.

Start Over traz bastante um synthpop de uma forma gostosa de ouvir, é uma faixa que conversa bastante com essa parte final do álbum, pronta para encerrar, basicamente, mas sem parecer forçado. Gravity é uma faixa melódica, puxada para o violão e um instrumental não simples, mas que segura bem. Por fim, encerramos com Little Bird, uma faixa cássica de fim de álbum, tem vocal, tem ritmo de OST coreano que domina o #1 impedindo o All Kill de muita gente. Acho que a SM poderia descolar um dorama meia boca para essa aqui entrar na trilha sonora.

Nota final: 90/100.

O álbum apresenta altos e baixos, mesmo que baixos seja mesmo Little Bird e All That Jazz, que chegam a ser faixas genéricas e aleatórias para se colocar num álbum, mas ouvindo uns álbuns antigos da BoA, ela tem várias assim, então digamos que é a marca dela. De resto, o álbum está bem feito, com vários ritmos e estilos para entregar um álbum que conversa com toda a carreira dela. Fico feliz que tenho mais 11 faixas para eu me alimentar da Kwon Bo-Ah até ela decidir lançar um álbum novo. Se tudo ocorrer como ocorreu de Woman até Better, são dois anos. Se não, até 2025 nos 25 anos de carreira dela.

***

Oi, pessoal, como vocês estão? Então, vim aqui fazer uma promoção minha. Para quem não sabe, eu também sou escritor autônomo e independente, possuo algumas histórias publicadas no Wattpad e no Nyah! Fanfiction. Deixarei os links abaixo para quem quiser me seguir lá e me acompanhar, estarei fazendo postagens novas, além de revisões das histórias já lançadas.

Agradeço desde já, do fundo do meu coração, quem puder fazer isso.

Clique aqui para ir ao Nyah! Fanfiction!

Clique aqui para ir ao Wattpad!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s