Categorias
KPop

CheckMate debuta com seu grupo misto com Drum

E aí, meu povo, tudo numa boa? Esperando a vida passar nessa segunda monótona?

Checkmate é como os filhos não legítimos do Kard. Eu sei que houve outros, mas se não me engano, é o segundo grupo misto que estreiou desde 2010. Então sabemos que eles sofrerão ainda um pouco por estarem desbravando esse terreno que o Kard ainda está preparando.

Drum é um estilo latino que mescla ritmos dr trap, hip-hop e eletrônico. Não é uma faixa que reinventa a roda, é uma faixa gostosinha de ouvir, ela tem um crescimento legal, ela vai caminhando em ritmos latinos, com uma estrutura básica de música, estourando sempre no refrão.

O MV é bem feito, tem as cenas individuais, também tem várias estilos que marcam a estrutura desse debut, como a referência ao xadrez, o que será bem comum, visando sempre valorizar o nome do grupo. Eles seguiram a essência do ritmo latino no kpop, uso de flores, as luzes de led que fazem parte de toda essa onda visual.

A coreografia é bem feita, e levando em conta que é um grupo misto, sabemos que se colocarem saltos nas meninas, não podem fazê-las pular feito umas rãs num brejo, mas também precisam caprichar, para chamar atenção do público em geral.

Para mim, é um debut morno, pois eles seguem muita tendência, seguem muito estilo visual e sonoro que o Kpop está lotado e batido, não tem mais o que dizer sobre, a não ser esperar e ver o que ocorrerá com eles.

9 respostas em “CheckMate debuta com seu grupo misto com Drum”

Gostei!!

Só acho que os três rapazes são meio “idols masculinos genéricos”; a agência do grupo precisa desenvolver mais eles. Um ponto legal do KARD é que o BM e o J.Seph conseguiram se diferenciar dos padrões desse meio (o primeiro com o estilo paizão do grupo, mesmo sendo biscoiteiro pra caramba, e o segundo na vibe cara atrapalhado).

Das moças, a loira também podia mostrar um pouco mais da personalidade. Mas a de cabelo curto tem bastante presença! Já é bias.

Curtido por 1 pessoa

Comigo é o mesmo sentimento, eu gostava bastante das músicas deles na época mais descontraída e menos hetero top. Reveal foi a primeira título deles que eu torci o nariz e to bem “ta né?” com eles seguindo esse rumo (mas o cover do VIXX deles foi *chef’s kiss*). Caiu meio que no mesmo que todo mundo ta fazendo

Curtido por 1 pessoa

Meu único medo com esse cover do Vixx foi a possível forçação do hetero fodão como o Verivery fez com Mansae do Seventeen (Ainda não perdoo que eles escolheram Mansae, e não Very Nice para fazer uma cacofonia “VeriVery – Very Nuce6” tipo o “Big Bang – Bang Bang Bang” hahaha)

Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s