Categorias
Álbum Review Everglow Time Machine

Time Machine: Everglow debuta vendendo seu Bon Bon Chocolat para a páscoa

E aí, meu povo, como estão? Surpresos que a tracklist do no álbum do Everglow tem uma title onomatopeica e um nome HORROROSO?

Everglow, como disse ontem, é um grupo que está fazendo a sua história emcima do girlpower/girlcrush com uma pegada EDM/Trap. Quando as meninas debutaram, creio que ninguém colocava muita fé, nem mesmo a própria empresa, mesmo tendo uma ex-Produce 48, além da empresa estar com um hype por ter uma idol na line-up final do IZ*ONE. Então vamos dar aquela analisada que elas nos entregaram no debut.

A title escolhida foi Bon Bon Chocolat. Com uma mescla de eletrônico e trap, muito sintetizador e autotune nos vocais das meninas, mas o que era mais pelo conceito de girlpower fodão do que pela falta de talento das meninas, a faixa conseguiu chamar muita atenção desde o início dos kpopers internacionais, o que já causou um buzz para o nome delas.

A melodia vai se construindo de uma forma clara, separando dance break, refrões, pontos e aspectos que vão ligando a música toda. O entrelaçamento da faixa é ótimo, pois os passos de dança vão combinando inclusive com a batida, além daquela fórmula explícita de pegar a mesma batida e a repetir do início ao fim, mas alterando poucos timbres, deixando tudo de forma viciante.

Quando disse sobre botar ou não fé no trabalho as meninas, é vermos a qualidade do MV. Ele não é mal feito, mas comparando com Adiós ou Dun Dun, você nota que aqui tem uma fotografia regular, padrão para grupos rookies. Como falei, eles conseguiram pegrar várias referências, desde caçoar com o estilo colegial enquanto elas são sexy em seus estilos, coreografia e trejeitos.

O debut nos trouxe o primeiro single álbum das meninas, com mais duas b-sides. A primeira é Moon, uma club house mesclada com synth pop. Ela carrega o retrô em sua totalidade, trazendo referências pop clássicas. É uma música de clube de dança, ela é divertida, cativa bastante, gostosa de ouvir, uma boa follow-up, mesmo apresentada curtamente em Music Shows.

D+1 é a faixa balada vocal do álbum. Quem acompanha as meninas, sabe que essa é a primeira e única delas, claro que na época não sabíamos que teríamos a perfeita Hush par se orgulhar depois. Essa é uma canção tocada no piano, que serve para demonstrar o vocal das meninas sem efeito álbum, é aquela música fim de show ou de disband (Estranho colocar isso num álbum de debut, mas esse é o conceito).

Nota: 22/30

Para um debut, tivemos músicas boas, chamativas, em todos os aspectos. Elas conseguiram segurar uma fanbase extensa, que hoje as acompanha muito e só esperam para o lançamento do novo EP delas, então é aguardarmos.

***

Oi, pessoal, como vocês estão? Então, vim aqui fazer uma promoção minha. Para quem não sabe, eu também sou escritor autônomo e independente, possuo algumas histórias publicadas no Wattpad e no Nyah! Fanfiction. Deixarei os links abaixo para quem quiser me seguir lá e me acompanhar, estarei fazendo postagens novas, além de revisões das histórias já lançadas.

Agradeço desde já, do fundo do meu coração, quem puder fazer isso.

Clique aqui para ir ao Nyah! Fanfiction!

Clique aqui para ir ao Wattpad!

3 respostas em “Time Machine: Everglow debuta vendendo seu Bon Bon Chocolat para a páscoa”

Então aparentemente vc previu como talvez seria o nome da próxima title delas no último post, quando disse que “veremos se elas continuarão o linha de fazer sucesso com titles com títulos não-inglês”.
Mas que caralhos de nome do mini álbum é esse??

Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s