Categorias
Cosmic Girls

Starship nem esperou IZ*ONE disbandar para socar o conceito no WJSN

Cosmic Girl é o único grupo feminino da Starship ativo atualmente…

Cosmic Girl é o único grupo feminino da Starship ativo atualmente, mas com a Starship basicamente com 2 trainees no IZ*ONE, entao ela já achou melhor pegar o conceito de uma vez e socou em Butterfly, o novo comeback das meninas.

Realmente, a title é uma das mais aguadas delas em tempos. Por mais que As You Wish eu tenha demorado para gostar, no final do ano eu estava muito bem ouvindo e gostando dela, além de apreciar melhor o MV. Essa aqui está muito longe de passar o agradável, o vocal das meninas sempre foram um timbre maior que o restante do Kpop, mas está agudo demais que chega a incomodar, deram uma boa forçada na remixagem dessa vez.

O MV segue a linha do IZ*ONE, algo como uma mistura de Violeta com Fiesta, e em muitos aspectos você pode olhar o clipe e brincar o jogo dos 7 erros (Ou até mais dependendo). Agora, algo que não dá para reclamar é da coreografia. Cosmic Girls é um dos grupos mais sincronizados do Kpop e a Starship sabe disso, usando muito bem do espaço dado a elas.

O álbum das meninas entrega mais 5 tracks. De todas, algumas seguem a linha da title, mas consegue cativar mais. Outras chamam atenção que a própria faixa, como é o caso de Hola, que caminha no bubblegum, ma entrega ritmos mais frenéticos e agitados, lembrando muito (Badaboom do EP anterior). Pantomine (Essa aqui me lembra algo que o Girls In The Park lançaria, seria até mais chamativa que Bazooka) e Tra-La são ótimas faixas também, eu gostei bastante, e as indico a vocês. As demais, o meu gosto duvidoso não gostou.

De longe, esse foi o comeback que eu menos gostei delas. Claro, até o final do ano posso estar ouvindo Butterfly até cansar, ou se não me ranço com ela aumenta que irá parar em algumas playlists minha por aí. Até um p´róximo post e se cuidem.

***

Sairei do tema principal, mas isso é mais importante.

Pessoal, para quem me acompanha nas redes sociais, sabem que eu me posiciono em muitos casos, eu não poderia deixar de relembrá-los da situação em que estamos passando, com os protestos nos EUA, no Brasil e em demais lugares do mundo. Estou fora do meu local de fala e posso fazer pouco perante isso. Contudo, não podemos esquecer que o pouco que façamos já é uma ajuda, mesmo que dentro da nossa limitação.

Para ajudar o Black Lives Matter, acessem o site e vejam o que é possível para ajudar na causa, mantenham-se informados, compartilhem isso. É o que peço, muito obrigado, e até um próximo post.

Publicidade

3 respostas em “Starship nem esperou IZ*ONE disbandar para socar o conceito no WJSN”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s