Categorias
Minha playlist

Minha Playlist: do Ódio ao Amor (Parte 3)

Não, não esqueci dessa pauta aleatória, só esperei algum tempo vago para falar dessa continuação, e aqui est

Giorgio Moroder feat. Sia – Déjà Vu

Ainda tenho sérios problemas com essa música, ainda mais pelo refrão, já que o primeiro pré-chorus é tão maravilhoso que eu fico pensando porque eles não acertaram num refrão mais forte do que realmente teve. Além do mais, o clipe não chama muito atenção, poucas vezes eu vi, mesmo que seja bem engraçado toda a construção dele. Além de que nessa época a Sia estava soltando cada farofão bom que uma mais fraca era surpresa e inesperado.

Red Velvet – Dumb Dumb

Claro que depois de Hapiness, ninguém esperava um single que passou pelas mãos de Belzebu chegasse na SM, mas nem mesmo o pessoal imaginava que essa seria a principal loucura das Veludo Vermelho (Por hora). A real é que fui gostar dessa música apenas ano passado, depois que fui ouvir com mais calma o The Red, primeiro álbum de estúdio das meninas, mas ainda briguei muito com essa aqui até gostar mesmo, porque ela grupo uma vez e quem disse que eu esquecia essa música.

Lady Gaga – The Edge of Glory

Já fui little monster assumido, então eu me vi naquela condição de gostar de tudo o que ela lançava, ainda mais que eu era bem imaturo na época (Não que hoje eu seja a personificação da responsabilidade). O problema com The Edge of Glory foi eu ter escutado tanto para gostar que acabei enjoando muito, e isso me fez pegar birra de apagar do celular e fingir que nem existiu. Hoje escuto sem problema nenhum, mesmo que o repeat não funcione com ela.

BTS – Fake Love

Quem leu, ou se lembra da minha review do MOTS7, eu comentei que essa aqui passou batido por mim por eu ter achado qualquer coisa no início, além de que minha birra com o grupo (Obrigado, Armys) começava a florescer, então qualquer coisa que eles faziam era um porre e eu não estava com vontade de engolir essas farofadas conceituais deles. Só depois de Idol sair que eu dei moral para essa aqui, e hoje eu consigo ouvir sem precisar pular ou me cansar dela (Diferente de Boy With Love…).

Zedd & Liam Payne – Get Low

Lançada após a perfeição de Stay com a Alessia Cara e antes da quase perfeita The Middle com a Maren Morris. Get Low é bem neutra e sem graça perto das demais, porém ela foi conseguindo um carisma maior comigo.

VAV – Give me more

Essa aqui foi semelhante a Get Low, Thrilla Killa veio antes e Poison veio depois, duas músicas que me cativaram bastante, então essa mistura de tropical house e reggaeton, dois estilos que me saturaram demais, cansou minha beleza até eu viciar no refrão, então é mais ponto positivo pela minha insistência.

Paramore – Hard Times

Na verdade, eu achei esse último álbum do Paramore bem chato. Entendi a vontade deles em sair daquele rock mais emo e ir para algo mais comercial, mas essa tentativa de recriar Still Into You saiu pela culatra, pois pegaram esse hit e diluíram num álbum todo, e isso cansou muito assistir e ouvir. Claro, sou teimoso e não dou o braço a torcer, então ouço até que bem (Isso quando aparece nas minhas playlists aleatórias).

E essa foi a parte 3 dessa playlist, espero que aproveitem as indicações (ou não) e até um próximo post.

Links:

Do Ódio ao Amor – Parte 1

Do Ódio ao Amor – Parte 2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s