Categorias
Road to Kingdom/Kingdom

Road to Kingdom: As apresentações da 2ª fase, My Song

E aí, meu povo? Como vocês estão? Aqui estamos para comentar as aresentações da segunda etapa do survival show, Road to Kingdom. Essa semana recebemos as últimas apresentações, sendo que Pentagon entregou tudo semana passada, então vamos comentar o que cada um fez com a temática.

O intuito do tema My Song é uma apresentação que entrega a personalidade e a história do grupo.

Pentagon – Shine + Spring Snow

Pentagon, como eu disse no review do episódio passado, escolheram Shine por ser a música mais conhecida deles, além de ser um viral interessante que entregou a principal temática deles, sendo que tivemos algumas follow-ups, como Naughty Boy e Humpfht. Por ser também a última apresentação do JinHo antes de ele se alistar no exército (O que ocorreu no dia 11 de maio), decidiram fazer uma temática de despedida.

O uso das malas nas coreografias, além dos vídeos de despedida, o que mostrou uma escolha deles em fazer isso, e não uma forçação da CUBE ou da MNet para terem o VT dramático da edição, foi bem no timing, além de fazer todo mundo ter lágrimas arrancadas. Os arranjos de rock combinou bem, além de contrastar com o visual mais claro deles. Óbvio que depois da homenagem ao JinHo foi dificultosa alguns deles cantarem enquanto choravam, mas isso não os impediu nada e eu chuto que será uma das mais votadas da noite pelo apelo emocional (Eu não achei a melhor deles, mas o fator emotivo conta mais comigo pela “Originalidade”).

ONF – We Must Love

Seguindo a sequência das apresentações, tivemos o ONF. Eles fizeram uma performance, para mim, da música mais famosa deles, tanto que foi com essa que eles fizeram os arranjos iniciais da mini prova de 90 segundos. Para não ficar na mesmice de um instrumental eletrônico, eles partiram para algo mais clássico, remetendo à uma ópera, bem estilo Fantasma da Ópera.

Todo o arranjo combinou bastante, ainda mais que eles tiveram a a participação da YooA, do Oh My Girl, o que permitiu passos mais leves e em dupla, dando um ar de graça bem maior do que poderia render se fosse apenas os meninos. Além disso, podemos contar com o teor teatral que ficou bem no ponto.

Golden Child – Wannabe

Essa apresentação do Golden Child tem tantos altos e baixos que eu nem sei por onde começar. Claro, eu poderia simplesmente tacar o fofa-se e falar que amei porque eu amo demais essa música deles, então uma live com um arranjo mais diferenciado já seria bem vindo. Mas faltou alguém chegar e dizer “Olha, não está um pouco estranho isso?”.

O caráter coreográfico deles é excelente, os meninos consegue ir muito bem para qualquer lado. Vocal não mudou muito em relação à faixa original, podendo isso ser positivo ou negativo do ponto de vista dos outros. Contudo, o instrumental está bem estranho. Foi bom o uso de uma orquestra, mas não esqueçamos que os acordes em violino estavam presentes na performance do King’s Song, o que pode prejudicar um pouco.

Além disso, eu achei que eles esqueceram de tirar os acordes principais, e ficou embolado todo o instrumental, então só posso resumir isso tudo como confusão bem feita, pois abaixo do TOP 5 eu creio que eles não ficam, ainda mais com 70% dos votos goras serem dos fãs.

Oneus – LIT

Uma das melhores músicas do Oneus é Lit, por sinal foi a escolhida para eles fazerem seu remodelo. O único problema que eu vi nela foi a não criatividade. A canção original já conta com acordes e instrumental tradicional, então é mio claro que eles apenas aprofundariam ainda mais nesse estilo (Se com Oh My Girl deu certo, por que com eles não seria o mesmo?).

Sobre os fatores inéditos: o break final que fez uma ponte com um break diferente foi bem elaborado, evitou a repetição do refrão. O início começou muito bem, deu um ar misterioso. O bom desse aprofundamento com o estilo tradicional pode abrir mais leques para objetos e instrumental novo.

VeriVery – Photo

VeriVery fez um lançamento antes do Road com a track Photo, a escolhida da vez para a performance. Eu já não tinha gostado dela antes, com esse arranjo mais dark, mais eletrônico, apenas me desgastou em ouvir ou ver a apresentação inteira.

O que se destaca mesmo é a forma teatral que eles fizeram algo mais creepy, mas faltou alguns detalhes que cativassem mesmo o espectador, nesse caso, eu aqui.

TOO – Magnolia

Eu só estou com muita pena dos meninos do TOO nessa etapa, porque eles tem 5 ou 6 tracks na discografia, então a escolha de Magnolia, além de óbvia, é por falta de opção mesmo (Mas eu dava um jeito de fazer eles fazerem um cover de Flash, do X1, só para causar mais revolta no fandom… Até porque o X1não vai dar mais as caras também, né).

Além disso, eles até mudaram um pouco do eletrônico do debut, dando um ar mais limpo. Contudo, apesar de se esforçarem para uma teatralidade entre branco e preto, que seria luz e sombra/trevas, ficou apática demais a performance, tanto que eles devem parar em 6º ou 7º colocado.

The Boyz – Reveal (Catching Fire)

Os quase declarados Reis do Road, The Boyz mostraram que não vieram para brincar. Claro, para mim, eles sempre foram os cotadíssimos ara ganhar por serem os mais fortes internacionalmente, além de já terem uma maior fanbase coreana. Contudo, por mais que eu não tenha gostado do comeback anterior deles, que foi com a faixa Reveal, não posso negar que essa foi a melhor apresentação deles em tempos, e a dessa etapa.

EM relação ao instrumental, eles não mudaram muita coisa pelo que eu me recordo, mas a performance em si foi de cair queixo, porque foi ótima demais. A temática de briga real, em que um quer a coroa do rei verdadeiro, o que dá liga para com a performance de Roubo da Coroa na etapa anterior, só mostra uma coesão no que eles querem mostrar e revelar como grupo em si.

Para mim, o ranking final será:

  1. The Boyz
  2. Pentagon
  3. Onf
  4. Oneus
  5. Golden Child
  6. VeriVery
  7. TOO

Claro, tudo pode mudar se levarmos em conta os votos dos fãs e que uns aí ainda não bem novos. Então essa foi minha review sobre as apresentações, espero que tenham gostado, curtam o post, sigam o blog para mais atualizações e até um próximo post.

Episódios e Postagens:

  1. Song of King
  2. Episódio 1
  3. Episódio 2
  4. Episódio 3

16 respostas em “Road to Kingdom: As apresentações da 2ª fase, My Song”

É que o TOO ficou em 4º na primeira etapa (O cover de Rising Sun foi incrível), mas por causa do repertório deles ser o menor, e que essa performance de Magnolia foi a mais fraca das 7, certeza que eles vão cair fora, ou só se salvar se o VeriVery foi muito ruim na 3ª etapa

Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s