Categorias
Mini Álbum/EP Oh My Girl WM Entertaiment

Oh My Girl vira grupo propaganda para o Monopoly

Oh My Girl foi um dos grupos que mais saiu com um forte hype depois do Queendom. Contudo, a empresa não aproveitou tão bem assim essa fama amais, tanto que nem um clipe para Guerilla nós tivemos (como tivemos com Lion do (G)I-dle, o que seria o mais apropriado), uma vez que eu já não via um comeback naquele ano para elas, pois já haviam feito 2, um com full álbum, outro com um repacked. Mas aqui estamos, com elas fazendo o lançamento do 7º mini álbum.

A title NONSTOP é uma mescla de aegyo com teencrush que elas costumam entregar em singles como Liar Liar. Claro, para quem nunca entregou esse tipo de refrão em EDM, é algo até que inédito para elas, mas eu achei tão morno esse release… Assim, é visível que temos a identidade delas na música, mas é algo que eu veria o Cherry Bullet (antes da mudança na line-up), ou até mesmo o Lovelyz lançando, o que deixa a música um pouco mais genérica do que deveria.

Diferente, tivemos o MV que, ao meu ver, é um dos melhores delas. Oh My Girl costuma ser um grupo, cujos clipes são excelentes, tanto pelo roteiro mais elaborado em alguns como Fifth Season, ou pelo apelo divertido, como em Bungee, ou até mesmo nesse aqui. E achei engraçado/inteligente essa bagaça toda de fazer conceito Monopoly (Coisa que Momoland entragaria fácil, mas o mundo simplesmente ignoraria porque alguma delas deu risada do Oppa desafinando no acústico…).

Aliás, a Mimi está impecável nesse comeback, roxo ficou ótimo nela.

Track by track:

Começaremos falando que impressionado estou com a WM não ter reciclado Guerilla nesse álbum, assim como todos os grupos que lançaram álbum depois do programa. Dolphin é a primeira faixa do EP, ela entrega um ar mais fresco que vemos no verão, batidas mais tropicais, não estourando em nenhum momento, ficando linear durante os 3 minutos. Ela é muito gostosinha de ouvir, bem festa que ainda não começou direito.

Flower Tea é uma balada instrumental, aquela básica para encher tracklist. Tanto que esse estilo que elas pegarão é bem batido, tanto que um monte solista marca presença na Gaon com parecidas que essa. Neon segue o mesmo estilo de Dolphin, uma batida tropical, um estilo mais eletrônico, que funciona realmente melhor como b-side do que title. O refrão remete muito a um dance house, porém bem superficial, nada caindo no Woowa do DIA, exemplo.

Por fim, encerramos com Krystal, uma midtempo sentimental. Ela é mais animada que Flower Tea, mas não chega a ser uma uptempo animada como Neon. Isso acaba dando mais atenção aos vocais das meninas, e não tanto à música (E vocês sabem que são poucos que conseguem me fazer gostar desse estilo dessa forma).

Conclusão:

Title NONSTOP: 8/10 (Antes era um 6, mas nada do que ouvir mais umas vezes durante o dia, né);

MV NONSTOP: 10/10;

Álbum tracks: 21/30;

Nota final: 39/50.

Considerações finais:

Os álbuns do Oh My Girl são bons, mas sempre ficam nesse mesmo estilo, são poucas as b-sides que saem da curva, ou até mesmo são razoáveis, mas possuem um remix que acaba transformando a original em memovável, mas não é todo dia que temos o Queendom fazendo o Fandora Box para o povo apresentar alguma b-side que nem no setlist dos shows aparece.

O EP realmente é bom na proposta das meninas, mas não agrada musicalmente esses meu ouvidos de gosto duvidoso. A maior decepção foi que queimaram Guerilla sem ao menos termos um MV, porque teríamos um Fifth Season 2.0 com maior perfeição.

Por hoje é isso, e até um próximo post, cuidem-se!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s