Categorias
Brasil KPop Pop Pop Americano Single Álbum/Single SM

Resumão: Melanie Martinez, BLACK6IX, Camila Cabello, Gfriend, Sam Smith e mais

Claro que acomapanhar um monte de comeback em uma única semana te deixa atolado de conteúdo porque tem muita gente. Então vamos para mais um resumão.

Melanie Martinez – Copy Cat

Melanie lançou ano passado seu segundo álbum de estúdio, e afirmou que esse ano teremos mais um EP que constinuará a história da Cry Baby, sua personagem. Apesar dela seguir um conceito açucarado do pop, mas que enfia o dedo na feria de forma dolorida, não entendi muito bem como a história continuará, ainda mais com essa Copy Cat. Claro, o trabalho dela funciona de forma mútua, poucas vezes as músicas funcionam sozinhas. Essa aqui é divertida, não vi a letra, mas sei que deve ter alguma crítica, mas a melodia não deu deu liga comigo.

BLACK6Ix – Call My Name

Quando eu vi pela primeira vez esse grupo, bati no nome e pensei ser nome do próximo do AB6IX, mas não um grupo com o mesmo conceito no nome. Claro, caí do cavalo quando vi 6 integrantes e assustei. Só que isso não foi o suficiente para eu gostar da música. Ela é qualquer coisa que Ateez ou BTS lançaria de b-side.

South Club – Twice

Lançamento antigo? Sim, mas vamos panfletar essa banda porque vai que alguém gosta. Não é que eu não goste das k-bands, mas sei lá, além de ficarem presos no que o jrock é, raramente alguns lançam músicas que me cativam. De todas, talvez o Day6 é o único que atraia minha atenção. Sobre essa twice, do south Club, ela é gostosinha de ouvir.

Camila Cabello – My Oh My

Camila Cabello continua com sua divulgação do novo álbum e tivemos o clipe de My Oh My. Assim, das músicas desse álbum, só gostei mesmo de Shameless, o resto é bem passável para mim. Essa música é boa, mas não me segura para ouvir. O clipe é bem criativo, por sinal.

Sabrina Carpenter – Honeymoon Fades

Até agora eu não entendi a proposta que a gravadora está esperando da Sabrina. Primeiro álbum dela foi algo bem ex-act da Disney, o segundo deu uma amadurecida, mas sem deixar o lado teen. Por fim, terceiro álbum dela, o Singular Act, deu uma amadurecida na discografia dela de forma bem duvidosa, pois foram poucas que cativaram e carregam um lado retrô sensual que poucos gostam. Claro, sou fã dela, então eu acostumo fácil. Mas por ser o nome mais forte da gravadora, eu acho bem bagunçada a divulgação e tals. Sobre Honeymoon Fades, tem cara de ser b-side, mas não é ruim.

Gfriend – Labyrinth

Acho que todos não-fãs do Gfriend sabem que Labyrinth deu de 10 a 0 em Crossroads e, para mim, foi um desperdício ter seguido como b-side. Já que as bonitas estão na BigHit e gostam de gastar hits de verão durante os comebacks em Julho, poderiam muito bem ter deixado essa para gastar money da nova empresa em um MV.

Sam Smith – To Die For

Para quem disse que deixaria de lançar baladinha de poc triste, essa To Die For é algo bem bad, né Sam Smith?

Alan Walker & Ava Max – Alone (Pt. II)

Acho chique que o Alan Walker faz um clipes lotados de teoria da conspiração de um universo que existe apenas na cabeça dele, mas que não muda as demos nem com reza. Se bem que essa aqui não é tão EDM épico quando outras dele.

3YE – QUEEN

O bom desses grupos nugus são que as empresas fazem de tudo para eles hitarem para conseguir lucrar um pouco. A farofa EDM e tryhard chupadíssima do sample de Dharma é tão boa e com um MV de tirar o chapéu para a produção excelente que a gente só deseja que estourem uma hora. A única coisa que estranhou foi o down de ritmo no refrão.

Ivete e Ludmilla – Pulando na pipoca

Primeiro, amei a referência à música da Ludmilla. Segundo, a música é muito boa até chegar no refrão, em que tem um up para um funk bem genérico. Isso não seria ruim se não voltasse para o ritmo lento. Todo mundo tem que ter a sua era Weki Meki, né?

NU’EST – Let’s Love

Sabem aquela palhaçada que a YG fez com o Winner que foi de um grupo sério para uma piada lançando tropical house por uns três anos, ficando com as demos toscas que o iKon não quis mais? Então, NU’EST está indo pelo mesmo caminho, a diferença que esse lado tosco ficou com essa piada pronta de boy in love horrível. Se o Winner saiu disso e lançou um SoSo perfeito, eles também saíram disso.

SOHLHEE – LADY

Caetano Veloso deixou uma demo cair na viagem para a Coreia e a SM deu uma boa aproveitada com essa solista que devia estar mofando no porão da empresa (Ou é algum atriz que decidiu bancar a cantora e lançar esse single uma vez na vida).

SPECTRUM – SHOWTIME

Qualquer pista eletrônica para boys pagaram de sensuais para o fandom engolir. Mas fico feliz que os boys estão indo bem, se não me engano foram eles que fizeram uma turnê de MAIS DE 3 MESES só no Brasil. Devem ser tipo o VAV aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s