Categorias
Análises Álbum Review Álbuns Full Álbum/LP KPop Mini Álbum/EP Pop Pop Americano Pop Britânico Pop Canadense

Resumão: os álbuns de Krewella, Louis Tomlinson, Meghan Trainor, Birds of Prey e Super Junior

Quando esse resumão saíra, eu já não sei. Eu faria uma análise de uns álbuns, mas achei umas músicas tão sem sal que nem comentava gastar uma pauta para cada um. Então, aproveitando o que eu ouvi, vamos falar de algumas joias que surgiram desse meio.

Krewella – Zero

Zero foi o novo álbum do Krewella e, de algumas que eu ainda não falei, tivemos duas que me chamou atenção. Anxiety segue a linha midtempo eletrônica que elas entregam exclusivamente para ser uma álbum track, já que não vejo isso com um clipe (Realmente, eu nem imagino essa música com um). Então ela funciona muito bem como b-side, não tem um refrão que explode, mas é gostosinha de ouvir. Também gostei bastante de Paradise, que já chega como um meio termo entre uptempo e pista, mesmo que não tenha um ápice de explosão. Tivemos Ghost, single até que antigo delas, mas é uma delícia ouvir, possui uma vibe suave.

Louis Tomlinson – Walls

Kill My Mind grita música de banda indie fundo de garagem. Aliás, 5 Seconds for Summer é uma banda que lançaria isso se estivessem ainda naquele estilo emo que só vimos em filmes adolescentes estadunidense que passam as férias com os amigos, bem filme para se ver quando está bêbado, por exemplo. Talvez o fato de eu ter gostado seja mais pelo efeito nostalgico. Infelizmente, essa foi a única que gostei do álbum dele. Para quem é fã, é bom ouvir, deve sair algo amais. Outro detalhe, eu nem sabia da existência do clipe, então nem vi para não acabar com o meu gosto pela canção.

Super Junior – I Think U

Último EP japonês do grupo, eles requentaram I Think I, o que possibilitou um MV com a coreografia, ao menos. Entretanto, tivemos b-sides muito boas, que dão de 10 a 0 no que 2YaoYao! foi. Fly To The Moon não chega a ser algo inédito para eles, então usar como b-side é uma boa tacada, é animada, dá uma vibe boa, toda a pegada mais dance house foi um bom acerto. Spotlight também segue a linha retrô e dance house, somente o refrão que tem uns down meio desconexos, mas sem prejudicar muito todo o conjunto. Por fim, encerramos o mini com Blue, a baladinha deles. Não é algo que cative muito, mas é bem boa. Claro, se fosse nos vocais do Red Velvet ou do Girls’Generation, eu teria amado 1000x mais, mas não podemos pedir muito milagre.

Meghan Trainor – Treat Myself

Depois de muita espera, tivemos o tão aguardado álbum da Meghan Trainor que foi engavetado umas par de vezes até ver a luz do dia. Claro, para os fãs dela, não tem nada de inédito e podem se deliciar com farofas. Para eu que sou mais chato, gostei da que Nicki Minaj participa, que tem clipe e tudo. Nice to Meet Ya é uma pista mais contida, com bastante influências de , com bastante sintetizador, bastante visto nas faixas dela. Só acho que a falta de interação entre os artistas nos clipes é bem falho. Mas a Nicki ainda se esforça em mandar seus trechos gravados em algum fundo que ela achou em casa para o artista principal.

Birds of Prey: The Álbum

Acho que realmente a trilha sonora que eu mais curti, todas as músicas são boas, mesmo que a maioria não façam o meu estilo. Das que eu gostei demais, Joke’s on You é uma delícia de ouvir, uma uptempo animada, puxada para um retrô, bem sensual. Lonely Gun é outra boa demais, o vocal da CYN é contido, mas entrega uma performance ótima. Seria um clipe ótimo, principalmente com o refrão explosivo que tem. Na atual fase do terceiro álbum da Halsey, foi uma ótima escolha usar Experiment on Me nessa trilha sonora, pois mostra que o lado mais hard, mais rock ainda está nela, além de que dialoga com o resto do álbum. Fiquei bem surpreso com Lauren Jauregui batendo o cartão nessa trilha sonora, o que combinou muito bem. Invisible Chains é ótima, provavelmente a que eu mais gostei do álbum como um todo.

Um adendo: nunca vi tanta gente torcendo pelo fracasso de um filme como estou vendo desse aqui. Gente, realmente vocês não tem nada para fazer!

E essas foram as joias raras desses álbuns, espero que gostem de mais músicas caso vão atrás das demais b-sides dos álbuns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s